http://br.jooble.org/

Siga-me no Twitter

Me leve com você!

Visitantes

Download

Postagens populares

Venha para Facho

PageRank

Verifique o PageRank de qualquer página da web instantaneamente:
  
Esta ferramenta gratuita é fornecida por MestreSEO.

SOS NATUREZA

SOS NATUREZA

Seguidores DIHITT

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Psicóloga, Blogueira, adepta da meditação e alimentação saudavel. Experiência em empresas da área de mineração, bancacaria, varejo e consultoria de RH, habilidade em recrutamento e seleção, rotinas de departamento pessoal, habilidade para aplicação de testes para ingresso em empresas, treinamento, capacitação e avaliação de pessoal. Empática, localizo prioridades de cada pessoa para melhor aproveitamento. Comunicativa e pró ativa. Pontos fortes: criatividade, solução de problemas, facilidade social. Analiso os elementos internos e externos holisticamente na tomada de decisões. Focada sempre nas metas e resultados.

"Pessoas bem sucedidas"

Pessoas bem sucedidas procuram soluções quando encontram um problema pela frente. Não perdem tempo se queixando, porque vêem os problemas como oportunidades de se superarem. Assim, as pessoas bem sucedidas são, normalmente, aquelas que acham soluções - enquanto o resto se queixa.

Blogger Themes

Pesquisar neste Blog

Pages

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Oh Dúvida Cruel! O Que Vou Ser Quando Crescer?



Oh duvida cruel mesmo, a maioria das pessoas aindam nem entraram na adolescencia e os adultos já nos enche com essa pergunta, o que você vai ser quando crescer? Acho a coisa mais boba que existe, perguntar isso a uma criança,pois a mesma ainda esta com a personalidade em formação e ainda não conheçe os significados das profissões e suas realidade no mercado de trabalho, essa pergunta só faz deixar a criança mais confusa, pois ela não vai ter propriedade para escolher.

A escolha de uma profissão é algo que vem angustiando milhares de jovens que estão se preparando para ingressar no mercado de trabalho, a diversidade de cursos e profissões e a competitividade tem deixado os jovens e adolescentes inseguros e indecisos em relação à escolha profissional.

O processo de escolha inicia-se na adolescência período de busca de se mesmo, busca de identidade, período de crise e questionamento e muitas vezes o jovem ou adolescente não encontram apoio nem na família, nem na escola, deixando-os em conflito consigo mesmos.

Tem crianças que dizem que vai ser médico, porque vai seguir a profissão do pai, mas muitas vezes parte mais da escolha da propria familia do que da criança mesmo, ai faz 1 ano de faculdade de medicina , mas descobre que não tem vocação nenhuma.No meu caso eu demorei para encontrar a profissão que eu me identificasse, fiz faculdade de letras e administração, mas não me sentia realizada, ai veio um insight, meu coração dizendo que deveria seguir a carreira de psicologia, pois não tive duvidas, larguei a faculdade de administração no 4°ano e fui em busca do meu sonho e hoje agradeço por me sentir tão realizada profissionalmente e amar o que faço.Mas eu sei que é muito dificil as pessoas largarem tudo e se dedicar a fazer o que realmente gosta, pois existem varios fatores no caminho que impedem a concretização desse sonho

São poucos os jovens quando prestam vestibular que sabem realmente o que querem, a maioria escolhem uma profissão porque esta na midia, ou dar muito dinheiro, ou simplesmente é a mais facil de passar no vestibular .E você meu caro amigo leitor, já passou por essa tremenda dúvida, em escolher qual a profissão seguir?

6 comentários:

Fernandez disse... [Responder comentário]

Olá querida Maria!
Primeiro: parabéns pelo novo layout do blog.. ficou muito bacana.
Eu tive a sorte de acertar o que queria, pois a faculdade se revelou completamente diferente do que imaginei, porém de uma forma que acabei gostando e me realizando.
Mas essa é uma dúvida normal. E, muitas vezes, os adultos pressionam as crianças a seguir profissões nas quais não se sentem realizadas.
Uma coisa curiosa é que muitos colegas meus mudaram de curso lá pelo 3o. ano. A maioria, curiosamente para odonto e medicina. Sou amigo de todos até hoje. :-)
Beijo grande, Fernandez.

LISON disse... [Responder comentário]

Que Post Fantástico!
Amiga MARY, eu primeiro lugar, faço questão de parabenizá-la pelo novo Layout, o Blog, ficou hiper magnífico.
Esse é um verdadeiro dilema para muitos jovens, a escolha errada ou impensada além de trazer uma profunda frustração, pode comprometer todo um futuro.
Quanto a mim, minha amiga, eu não estudei em nenhuma escola, mas, não sou frustrado por isso, incentivo fervorosamente todos os meus filhos a estudarem. Sempre procurei ajudar financeiramente as pessoas amigas que queriam estudar. Fundei bibliotecas, fiz inúmeras doações de livros a muitas crianças e sempre que posso vou ajudando. Estou muito velho, mas, continuo estudando sozinho, por isso é que a minha profissão é de ageitometrista, você pode conferir no meu perfil do Blog Nhamuda OnLine
Parabenizo-a pela nobre carreira de psicóloga e faço votos que você continue a nos brindar com os seus posts de alta relevância.
Contagiou. Mexeu. Valeu.
Abraços,
LISON.

Tiago Miranda disse... [Responder comentário]

Maria,
Tenho 14 anos e já sei o que vou ser, vou ser cientista da computação.
Falando nisso seu comentários foi respondido em meu site
http://www.vireproblogger.com/criar-sites-dicas-de-como-fazer-um-site-gratis/comment-page-1/#comment-37

Eninha disse... [Responder comentário]

Olá Maria,
Engaçado que no nosso tempo , não que eu me lembre, não havia pressão dos nossos pais com o futuro profissional . Claro que todos os pais desejavam ver o filho formado , mas especialmente feliz com a sua escolha.
Hoje vejo que os adolescentes e até crianças começam a sofrer essa pressão muito cedo o resultado dessa pressão são todas as doenças de fundo emocional que enche os consultórios.
abs
Eninha

Leila disse... [Responder comentário]

Pra mim houve muita dúvida porque gosto e tenho habilidade tanto para desenhar como para escrever. Minha primeira faculdade foi jornalismo (dizendo a mim mesma que faria Belas Artes depois), mas quando estava no meio da faculdade, fiquei grávida e tranquei matrícula. Quando fui voltar, 2 anos depois, por questão de 3 dias perdi o prazo de reabertura. Tinha que fazer vestibular de novo. Resolvi fazer Belas Artes, mas minha família ficou falando e me fizeram crer que seria melhor arquitetura..pois teria desenho de todo tipo e mais fácil de arranjar emprego. Então fiz arquitetura, 5 anos, terminei. Fui trabalhar com programação visual numa editora, quando ainda estava na faculdade, mas um dia precisavam de alguém pra fazer um texto pra revista, e eu acabei escrevendo, acabei saindo da parte de desenho e escrevendo para revistas e venho fazendo isso há 27 anos ininterruptamente...rsrsrs

Psicologia disse... [Responder comentário]

Maria,
A minha opção pelo curso de PSICOLOGIA não foi tão difícil e hoje sei que fiz uma grande escolha. Mas para muitos essa escolha é "uma dúvida cruel" mesmo.

OBS.: estou ressussitando um blog que criei em novembro de 2009 e só tinha postado uma vez (kkk). É Maria, você fez ressurgir a vontade de dar andamento no meu "blog esquecido".
Bjs e até amanhã.
Daniela Albuquerque.

Postar um comentário

Agenda do Recife

REVISTA VOCÊ RH

Google+ Badge

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Consultoria de RH

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Me leve com você!

Adicione seu Email

E-book

E-book

COMPRAR E-BOOK

Tradutor

Translator

    English French
    German Spain
    Italian Dutch
    Russian Japanese
    Korean Arabic