http://br.jooble.org/

Siga-me no Twitter

Me leve com você!

Visitantes

Download

Postagens populares

Venha para Facho

PageRank

Verifique o PageRank de qualquer página da web instantaneamente:
  
Esta ferramenta gratuita é fornecida por MestreSEO.

SOS NATUREZA

SOS NATUREZA

Seguidores DIHITT

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Psicóloga, Blogueira, adepta da meditação e alimentação saudavel. Experiência em empresas da área de mineração, bancacaria, varejo e consultoria de RH, habilidade em recrutamento e seleção, rotinas de departamento pessoal, habilidade para aplicação de testes para ingresso em empresas, treinamento, capacitação e avaliação de pessoal. Empática, localizo prioridades de cada pessoa para melhor aproveitamento. Comunicativa e pró ativa. Pontos fortes: criatividade, solução de problemas, facilidade social. Analiso os elementos internos e externos holisticamente na tomada de decisões. Focada sempre nas metas e resultados.

"Pessoas bem sucedidas"

Pessoas bem sucedidas procuram soluções quando encontram um problema pela frente. Não perdem tempo se queixando, porque vêem os problemas como oportunidades de se superarem. Assim, as pessoas bem sucedidas são, normalmente, aquelas que acham soluções - enquanto o resto se queixa.

Blogger Themes

Pesquisar neste Blog

Pages

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Vamos renovar as energias para 2012






Mais um ano está terminando e com ele muitas coisas boas e também algumas coisas ruins vão ficando para trás, dos nossos acertos temos que guardar na lembrança e serem estímulos para conseguimos acertar novamente e as coisas ruins e os problemas temos que jogar fora e aprender com os erros.

Nunca devemos guardar as energias negativas conosco, temos que extravasar e procurar sempre está renovando, pois pensamentos e energias negativas podem ser um fator desencadeador de um câncer ou algum tipo de doenças psicossomática. Uma boa maneira de renovarmos também nossas energias é nos desfazendo dos bens materias que não tem mais utilidade, principalmente as roupas e sapatos, pois muitas vezes ficam largados sem uso nenhum e se doamos para alguem com certeza seria de grande importância.

Eu mesma tenho que jogar muitas coisas na minha lixeira. esse ano foi uma mistura de erros e acerto, graças a Deus os acertos predominaram, mas como sou ainda um ser em evolução, também errei um bocadinho, mas sou resiliente, consigo superar as adversidades da vida e derrubar os obstáculos , pois como típica brasileira , eu não desisto nunca.

Espero que todos nesse final de ano façam uma reflexão, do que foi bom e do que poderia ter sido melhor e encontrar a melhor maneira de conseguir alcançar seus objetivos, renovando sempre as energias para que a força vital flua naturalmente. Desejo a todos os meus queridos leitores um  Feliz Ano novo mágico, corram atrás dos seus desejos para que possam conseguirem realiza-los e viva o hoje, pois como disse o mestre Dalai Lama "..só existem dois dias do ano que nada pode ser feito, um se chama ontem e outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver." 



quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

11 filmes para ver (ou rever) em 2012 e mudar sua carreira



Especialistas em desenvolvimento profissional indicam longas metragens de todos os gêneros para você repensar sua carreira



  • O PALHAÇO: Junto com toda a trupe do circo, Benjamin (Selton Mello) roda o país dividindo os palcos com seu pai. Apesar da paixão que a tarefa de ser palhaço exige, o jovem entra em crise com sua vocação. “Todo mundo passa por isso, mas muitos negam a crise e se obrigam a continuar na carreira”, diz Thelma Teixeira, consultora de projetos na Dasein Executive Search. O filme mostra a importância de investir no “verdadeiro papel, ou seja, aquele que melhor representamos”, como explica João Xavier, diretor geral da Ricardo Xavier Recursos Humanos. No filme, segundo ele, Benjamin descobre isso exatamente quando estava procurando a si mesmo em outras carreiras. “Quando o chefe dele faz uma piada, ele percebe que fazer piada era algo que ele fazia bem. E o mais importante: ele gostava de divertir as pessoas. Ele não sabia disso antes”, diz.




  • CISNE NEGRO: A bailarina Nina Sayers (Natalie Portman) conquista o papel principal de O Lago dos Cisnes. Ela tem confiança para interpretar Odette, o Cisne Branco, mas luta para viver Odile, o Cisne Negro. O filme narra a superação dos limites físicos e as barreiras psicológicas da bailarina. “No mundo corporativo você enxerga situações semelhantes, é muita cobrança, pressão e competição. Se no palco ela busca aplausos, no nosso caso buscamos a aprovação do chefe ou do cliente”, afirma Marcelo Cuellar, headhunter da Michael Page, empresa especializada em recrutamento.  Para ele, o filme ensina que só a perfeição da técnica não adianta, é preciso paixão. “Outra dica do filme é a importância de conhecer seus limites. Executivos que viram a noite e abusam de remédios é um exemplo de que qualquer profissão precisa de paixão com responsabilidade”, explica.



  • MARGIN CALL: O DIA ANTES DO FIM: O filme, que acaba de estrear no circuito nacional, segue o drama de um grupo de executivos que luta para evitar a falência de um banco de investimentos. As medidas poderão arruinar os mercados globais. “Excelente para mostrar o jogo político e como a hierarquia funciona em empresas. Além disso, mostra como se portar (ou não) em ambientes de crise”, diz Paulo Mendes, da 2GET.


  • MEIA NOITE EM PARIS: O roteirista Gil (Owen Wilson) viaja a Paris com sua noiva (Rachel McAdams) para acompanhar os pais dela em uma viagem de negócios. Apesar da carreira bem sucedida em Hollywood, o ersonagem deseja ser escritor. “O problema é que ele estava sempre seguindo o desejo de alguém – da noiva ou da família dela”, lembra Thelma. “Quando ele tem aquela alucinação, ele vê que pode fazer o que deseja e ter uma carreira completamente diferente”. Segundo ela, na vida, tudo é uma questão de sair da zona de conforto. Com equilíbrio e moderação, mas com coragem.


  • INVICTUS: O longa conta a história de Nelson Mandela (Morgan Freeman) recentemente eleito o presidente da África do Sul, um país dividido devido ao apartheid. “Mandela usou o esporte como uma ferramenta de integração da população e é possível perceber a forte liderança”, explica Fernando Andraus, diretor da Executive Search. O time de rúgbi q e tem Francois Pienaar (Matt Damon) como capitão da equipe sul-africana tem o desafio de vencer a Copa do Mundo de Rúgbi que estava sendo realizada pela primeira vez no país. “O filme traz lições de liderança, humildade e resiliência”, resume Andraus.



  • LIXO EXTRAORDINÁRIO: O documentário indicado ao Oscar este ano segue o trabalho do artista plástico Vik Muniz no aterro Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro. “Muitas vezes, as pessoas não têm consciência do potencial que elas têm e deixam de fazer grandes coisas por isso”, diz Thelma. “As pessoas do filme não mudaram de profissão. Mas desenvolveram um meio para dar significado ao trabalho”.


  • CORAÇÃO VALENTE: O filme estrelado por Mel Gibson se passa no século 13 e conta a história de um líder que leva seu povo a lutar pela independência da Escócia. “Enquanto líder, o personagem de Gibson é motivador, inspirador e não mede esforços para conseguir o objetivo”, diz Bernardo Entschev, presidente da De Bernt Entschev Human Capital. Ele ressalta também que é possível notar como os valores e ideais são puros e por isso consegue com naturalidade fazer com que mais pessoas se juntem à causa. Apesar de um pouco violento, Entschev recomenda o filme porque tem uma mensagem relevante sobre liderança.


  • FORREST GUMP: A trama conta a história de Forrest Gump, um americano que vivenciou alguns dos principais momentos históricos da primeira metade do século 20 – sem perceber isso. O filme fala sobre essência. Apesar da simplicidade, o personagem nasceu para aquilo. Ele não seria diferente por causa das limitações que tinha”, diz André Asseff, diretor da Desix. “Há também a questão da lealdade. Ele sempre foi leal às pessoas que o ajudaram”.


  • JERRY MAGUIRE- A GRANDE VIRADA: Tom Cruise interpreta Jerry Maguire, um agente esportivo bem sucedido que é demitido por sugerir que agentes deviam adotar um tratamento mais humano e ter menos clientes. “Assisti esse filme várias vezes e é incrível que apesar dos momentos difíceis, o personagem não desistiu em nenhum momento. Matar um leão por dia era tudo que ele fazia, ele buscava sempre fazer o melhor”, explica Sócrates Melo, gerente sênior de recrutamento temporário da Robert Half. Melo conheceu o Jerry Maguire pessoalmente, mas desde que assistiu o filme pela primeira vez afirma que mudou sua forma de enxergar as coisas. “É preciso ter resiliência, se antigamente era problema, hoje sei que é uma oportunidade de crescimento”, diz.


  • O SEGREDO DO MEU SUCESSO: Cheio de ambição, Brantley Foster desembarca em Nova York com o objetivo de fazer uma carreira de sucesso. Mas só consegue emplacar um emprego no baixo escalão. A trama mostra as aventuras e desventuras dele para conseguir chegar ao topo. Para Caio Brisolla, da Marcondes Consultoria, o filme é um retrato da geração Y. “É um cara que teve que aprender na rua, meio sem base. Hoje, a geração Y é muito mais bem preparada e não é carreirista”, diz o especialista.


  • WALL STREET- O DINHEIRO NUNCA DORME: Ambientado no epicentro da crise de 2008, em Nova York, Wall Street – O dinheiro nunca dorme (Wall Street: Money Never Sleeps, 2010) traz uma crítica severa com relação aos valores. “Os jovens estão cada vez mais ansiosos com relação ao sucesso. O filme mostra que é preciso tomar cuidado com isso”, diz Brizolla. “Não foque só na meta. Existe uma maneira correta de fazer as coisas”.


Fonte: Revista Exame





segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Jesus Cristo:O Maior Lider de Todos os Tempos

Caros amigos leitores, estou compartilhando mais um vídeo que achei interessantissimo, como fiz um post sobre liderança, esse vídeo retrata muito bem o que é ser um lider de verdade, esse vídeo não tem nada relacionado a religião e sim a parte humana do maior lider de todos os tempo que foi Jesus Cristo.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Os desafios do empreendedorismo no Brasil‏


André Assunção e Bernardo Fernandes falaram sobre o assunto no workshop realizado no B.I. International de BH.

Por Michele Amaral

André palestrando no B.I. International


Já pensou em abrir um negócio, chegou até a começar a planejar e desanimou diante da enorme lista de papéis e taxas que precisaria pagar? Pois é, essa é uma dificuldade enfrentada pelos empreendedores brasileiros e, de acordo com André Assunção e Bernardo Fernandes, essa burocracia é o principal desafio do empreendedorismo no país. A afirmação vem da experiência. André édiretor executivo da Dito Internet e do Organizaí e, Bernardo é sócio-fundador da Tempero Mídia. Para transformar o sonho no sucesso, eles precisaram de muita persistência para alcançar os bons resultados.

Bernardo palestrando no B.I. International


“Umas das primeiras dificuldades do empreendedor é fechar o primeiro contrato. Para conseguir é preciso foco e persistência”, frisou Bernardo. “Aproveitar incentivos ao empreendedorismo propostos pelo Governo são maneiras de facilitar o caminho para se chegar lá”, destacou André.

Ele contou que o Brasil possui dificuldades burocráticas e ao mesmo tempo incentivos.  “Isso acontece porque o país está caminhando, existe um avanço e ainda tem muito a ser feito. Existem  interesses de investimento, afinal o país cresce com o empreendedorismo e com a inovação. Ao mesmo tempo, o progresso acontece em um processo, que muitas vezes é demorado”, explicou.

Para os “experts”, a educação é outro ponto importante para contribuir para que o empreendedorismo se estabeleça de fato no país. Atualmente, o assunto é tratado praticamente apenas nas escolas de educação executiva. “Hoje não se trabalha o assunto das universidades, por exemplo. As pessoas aprendem empreender na prática”, falou Bernardo.


segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Os Dez piores empregos do mundo

Hoje em dia a grande maioria das pessoas não gostam do seu emprego, acham o pior emprego do mundo e só estão nele porque tem que ganhar dinheiro para sobreviver, o pior de tudo é quando você acorda e diz” mais um dia de trabalho”, realmente é o fim. Mas infelizmente são poucos os sortudos que trabalham no que gostam e ainda são bem remunerados, sendo que achei um conforto para quem não está nessa lista e acha o seu trabalho o pior do mundo, acho que agora deveriam rever seus conceitos,  porque encontrei alguns empregos que podem superar o seu. Confira aqui e tire suas próprias conclusões, em Qual emprego desses você nunca trabalharia?


1) Faxineiro de cinema pornô: Tem lá suas vantagens… Como assistir a todo aquele filme de sacanagem de graça. Entretanto… A parte ruim é limpar toda a sujeira, inclusive aquela ‘maionese’ que ninguém garante ser maionese.



2) Guarda da Rainha da Inglaterra: Para quem não gosta de fazer nada, eis uma excelente profissão! Você não pode se mexer, não pode respirar, não pode tossir, nem piscar o olho, não pode fazer nada, absolutamente nada, além de ser obrigado a usar aquele figurino bizarro ‘a la Margie Simpson‘. A pior parte é ver uma mina te dando bola, praticamente se esfregando em ti, e você… Bom… Já sabe: Não pode fazer nada!









3) Masturbador de animais: Essa função tem como objetivo estimular animais com o intuito de reprodução. Normalmente exercida por veterinários, tem algo bom: Quando o animal acerta o alvo. O ruim é quando ele erra (urra!)



4) Limpador de esgoto em Calcutá, na Índia: De tempos em tempos, o limpador de esgoto tem que ‘mergulhar’ em excrementos de dois metros de profundidade de toda uma cidade, incluindo as vacas que são consideradas animais sagrados e podem usar o banheiro de casa de qualquer pessoa.








5) Pesquisador de picadura de pernilongo: Bom, este pesquisador (ossos do ofício) tem que ceder seu corpo pelo menos duas vezes por semana para ser picado pelos mais variados tipos de pernilongo. A parte ruim é se ele conseguir pegar a tal malária…









6) Limpador de banheiro químico: Como diria a Marilúcia, se limpar banheiro fosse bom não seria punição de soldado no Exército. Agora imagina este pobre coitado num evento estilo OktoberFest (já pensou?)





7) Cheirador de ‘pum’ (ou gases provenientes de fumentação intestinal, como achar melhor): O objetivo é distinguir os mais variados odores de ‘puns’ oriundos de vários tipo de comida. Sabia dessa? Pois é. Existe. A parte boa é que se paga muito bem. A parte ruim é porque não há dinheiro que pague cheirar tanta flatulência



8)Verificador de qualidade em comida de gato: Este trabalho se divide em três fases: Na primeira, o funcionário mergulha em um grande reservatório de papinha para verificar se ela está fresca (caso não estivesse, entenda o tamanho da podridão). Depois, coloca as mãos dentro daquela massa para ver se acha algum osso. E, por fim, espalha a ração em uma superfície lisa pra ver se tem algum granulado. A parte ruim ainda não é isso, e sim, os gatos e mais gatos que vão te seguir na rua



9) Recolhedor de animais atropelados: E aqui vale todos os tipos de animais (inclusive os seres humanos). A parte trágica é quando você encontra o bichinho em total fase de deterioração. A parte boa é quando eles têm acabado de morrer (eca!)



10) Guardião de macacos: A tarefa é impedir a fuga dos macacos. A parte boa é quando os macacos são pequenininhos. A parte ruim é quando eles são maiores que você e não são os únicos.





E aí? Tá se sentindo melhor no seu emprego agora?






Fonte: Blogando Notícias
domingo, 4 de dezembro de 2011

Você é Generalista ou Especialista?

Tempos atrás acreditava-se que apenas aqueles que tivessem profundo conhecimento em sua área pudessem alcançar o sucesso profissional. Para ser respeitado e requisitado no mercado, o profissional deveria ter graduação, pós-graduação e cursos de especialização, tudo com o mesmo foco. No entanto, o mundo mudou, as necessidades das empresas mudaram, e aquele profissional que sabia apenas sobre determinado assunto teve que se adaptar e conhecer de tudo um pouco para se enquadrar nas exigências das organizações. E esse executivo, que antes era especialista, acabou se tornando generalista.

Mas como podemos definir esse profissional? Para muitos eles são considerados “crânios”, pois conseguem armazenar uma grande quantidade de informações e se destacam na maioria das atividades que se propõem a fazer. Já na opinião de outros, são profissionais que possuem “ralos” conhecimentos sobre diversos assuntos e ao mesmo tempo não sabem muito sobre algo específico. Mas independente dessas definições, o que notamos atualmente é que o mercado está em transição e já é visível uma tendência generalista nas empresas, que cada vez mais procuram reduzir seus custos e ampliar resultados.

Para Kleber Santiago, sócio da Directa Consultoria Empresarial, o generalista possui uma visão ampla de tudo que acontece a sua volta. É extremamente antenado e possui características fundamentais para um profissional de sucesso.
Fernando Henrique da Silveira Neto, especialista em desenvolvimento gerencial, acredita que os especialistas são extremamente bons naquilo que fazem, no entanto não demonstram flexibilidade. Muitas vezes as empresas necessitam que uma só pessoa resolva mais de um problema, e é nesse momento que o generalista entra em ação. “Hoje nós definimos esse tipo de profissional como generalista, mas eu diria que são pessoas que possuem um conhecimento a mais, que não entende apenas do seu trabalho, mas sim de diversas outras áreas.

Embora o generalista tenha invadido o mercado por completo, o especialista ainda é preterido em diversas situações. Muitas vezes é necessário que se conheça algo por completo e que exista uma atualização constante sobre determinado assunto, já que o mercado gira em uma velocidade extremamente feroz. Nesses casos o executivo que cuida de várias áreas, ou que realiza atividades distintas, não consegue acompanhar e acaba conhecendo apenas o superficial, enquanto o especialista ganha vantagem. 

Particularmente eu procuro ser generalista, pois prefiro ter experiencia e vivenciar varias áreas do setor que eu trabalho que é a area de RH, já trabalhei com recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, departamento pessoal, comunicação interna, pois quero trilhar o caminho que futuramente possa exercer um cargo de Gestora de RH, tendo essas experiencias, posso me tornar uma profissional completa.E você, prefere ser generalista ou Especialista?







domingo, 20 de novembro de 2011

Saiba o que é o Eneagrama





Em meio a tantas ferramentas para desenvolver pessoas utilizadas no universo corporativo nos dias de hoje, uma vem ganhando muito espaço: o eneagrama. Este sistema consiste em um canal para a busca de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal e profissional. Ele descreve nove tipos de comportamento (perfeição, presteza, performance, profundidade, privacidade, precaução, prazer, poder e paz) e permite que executivos entendam e superem pontos fracos específicos.


A palavra deriva do grego (ennea = nove, grammos = figura) e faz alusão aos nove pontos identificados ao longo da circunferência externa do eneagrama. É um símbolo que existe há mais de cinco mil anos. Não se sabe exatamente de onde veio, mas desde as primeiras civilizações cristãs, na Idade Média e no Oriente, encontram-se vestígios e traços do estudo deste desenho.” A ferramenta é bastante aplicada em equipes. Quando as pessoas compreendem que cada indivíduo tem uma estratégia inconsciente que orienta seus comportamentos e verdades, elas se resolvem automaticamente e dão espaço a um clima maior de respeito”, explica Alexandre Timmers Montandon, coach e escritor do livro A Chave do Universo – As Nove Máscaras e o Eneagrama. Segundo ele, existe uma melhora imediata na qualidade do diálogo e uma maior aceitação ao outro e às suas diferenças, pois é possível compreender conscientemente as intenções que existem por trás das ações, reduzindo os mal-entendidos e falhas de comunicação.

Antes de iniciar um processo de coaching, o eneagrama possibilita um mapeamento da personalidade e das motivações da pessoa e da equipe. Assim o processo fica muito mais poderoso. “O sistema é aplicado para facilitar a compreensão das tendências da personalidade do profissional e depois, quando for aplicar um feedback, por exemplo, vai entender como a personalidade dele afeta na hora de dar e receber esse retorno aos subordinados: quais são os filtros, facilidades e dificuldades. Ou na hora de lidar com conflitos: em que a personalidade dele vai influir, que tipo de conflito vai atrair ou evitar”, conta Nicolai Cursino consultor, treinador e palestrante em desenvolvimento humano e liderança.

Entenda os conceitos


  • Paz: o tipo que originou todos os outros, segundo a teoria do eneagrama. Para tentar manter uma harmonia, a pessoa tem enorme dificuldade em dizer “não” e as atividades são muito mais priorizadas com base nas atividades dos outros.
  • Perfeição: internamente, o crítico do profissional para com ele mesmo é muito alto. Ele irá criticar as outras pessoas, mas no fundo, o que está querendo é ajudá-las a atingir a excelência.
  • Presteza: a pessoa com esta característica cuida tanto dos outros que têm dificuldades de olhar para dentro de si próprio.
  • Performance: o profissional só acredita que tem valor se tiver sucesso ou se fizer algo produtivo o tempo todo.
  • Profundidade: um tipo que concentra a maioria da energia no emocional. Tem facilidade com relacionamentos, mas por outro lado tem uma tendência a achar que sempre está faltando alguma coisa.
  • Privacidade: é o mais racional de todos os tipos. A pessoa com esta característica acredita que se for invadida, os outros irão exigir dela mais do que ela pode oferecer.
  • Precaução: muitas vezes chamado de pessimista. Sempre imagina o pior, porque pensa que se precaver o pior, estará seguro.
  • Prazer: o tempo todo quer ter estímulos prazerosos, faz muitas coisas ao mesmo tempo, está sempre alegre e pensa muito rápido. Mas, ao mesmo tempo, executa ações superficialmente.
  • Poder: fala mais alto, encara os desafios de frente e “compra a briga” dos outros. É incompreendido por ser muito direto e assertivo.



quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Nem sempre a roupa diz sobre seu talento!


Esse video traz um pouco sobre como não podemos julgar o talento de alguém por uma simples vestimenta. Claro que se tratando de  uma entrevista de emprego, temos que ir pelo menos com um visual agradável, mas mesmo se o candidato não estiver com uma roupa adequada, em hipótese alguma deveremos desmerecer a pessoa.

Mas não foi o que aconteceu com um candidato que estava participando de um concurso de dança, assim que entrou na sala, um dos jurados questionou logo sobre sua roupa, dizendo "Que roupa é essa, seu figurino não tem nada ver", mas o candidato humildemente respondeu " O que tem haver mesmo é minha interpretação" , e ele mostrou que mesmo com uma roupa simples, pode dar um show de interpretação e técnica  emocionando todos os jurados.

Assim é a vida profissional e pessoal, muitas pessoas julgam pela aparência, só dão valor a quem ta mais bem vestido, a quem sabe se expressar melhor. Na verdade temos que dar valor a pessoa pela sua essência e seu talento, pois olhar apenas pela aparência, podemos ter grandes frustrações e cometer equívocos.




Parabéns John Lennon da Silva, você é um talento nato, sua sensibilidade, humildade e técnica encantaram a todos, com essa sua simplicidade você vai longe. Você tem a dança na alma e interpreta com o coração.




terça-feira, 15 de novembro de 2011

Como lidar com Colegas de Trabalho que Tenham Mau hálito?



comportamentos e coisas que alguns colegas do trabalho provocam que irritam profundamente as pessoas que convivem no mesmo ambiente. Sem a pessoa perceber, essas pequenas coisas vão minando a sua imagem e comprometendo o seu sucesso pessoal e profissional. 

Não á nada pior do que conviver no trabalho com alguem que tem mau hálito ou um forte odor nas axilas?O que fazermos quando nos deparamos com um caso assim? é complicado, pois não sabemos o que fazer, principalmente porque nao temos como prever a reação da pessoa se dermos um feedback, dizendo do incomodo que ela está provocando com seu mau hálito ou mal cheiro, pois podemos ser interpretado como mau educado, etc., mas memso assim o ideal é falar com a pessoa dizendo que é preciso tomar cuidado com seu hálito, sendo que de uma forma delicada e que não crie um constragimento.

Podendo informar para consultar um dentista , dizer que leu numa revista que mascar um dente de alho pela manhã faz muito bem à saúde, mas e os outros que são obrigado a sentir o cheiro de alho em sua boca o dia todo? Você gosta de sanduíche de mortadela com guaraná sem gelo. Isso pode ser do seu gosto, mas veja se a mortadela fermentando em seu estômago não o fará arrotar um pouco azedo demais a tarde toda.....

Aconteceu uma situação dessa numa empresa que trabalhei, uma pessoa tinha um odor bem forte nas axilas, que ninguem conseguia chegar proximo a ela, como também ninguem tinha coragem de falar sobre isso.Eu conversei com minha gerente na época e a mesma, disse que não iria dar um feedback, e como eu percebi que a pessoa estava sendo mal vista e prejudicada no ambiente do trabalho, resolvi tomar uma decisão, não falei pessoalmente com ela, mas enviei um torpedo pela internet, anonimamente, relatando sobre seu odor forte nas axilas, explicando o que estava acontecendo, sem criticar , mas querendo ajudar.Isso foi um santo remedio, pois no outro dia essa pessoa foi trabalhar sem nenhum forte odor, e ao contrario, muito cheirosa por sinal, o bom foi que a mensagem que o feedback deu resultado, mesmo que não sendo pessoalmente.Essa pessoa voltou a conviver tranquilamente no ambiente de trabalho, sem mais provocar irritação nos seus colegas.
segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Porque as empresas não informam o motivo que o candidato não foi aprovado?





Não existe nada pior do que você estar participando de um processo seletivo a meses e no final, receber um telefonema que você não foi aprovado, porque não tinha o perfil da vaga, claro que você fica frustrado  se questionando, mas onde foi que eu errei, porque eu não tenho o perfil, no que tenho a melhorar? e essas indagações não tem resposta, pois simplesmente as empresas não tem essa preocupação com o candidato de dar o feedback, informando como foi seu desempenho durante o processo seletivo e o motivo porque não foi aprovado.


Quando faço processo seletivo e percebo que algumas pessoas não tiveram um desempenho positivo e que alguns aspectos precisariam melhorar, eu fico bastante preocupada, pois gostaria muito de dar um retorno e conversar com a pessoa para analisar alguns pontos que ela tem a melhorar. Mas infelizmente a empresa que trabalho não tem esse procedimento, eu acho uma pena, pois perdemos muitos candidatos bons, devido a pequenos erros cometidos durante o processo seletivo.


A dica que eu dou aos candidatos, é que desde quando você chega na empresa até o momento de saída, você está sendo avaliado, tem que ter postura e educação, saber se comportar, pois algumas pessoas deixaram de ser aprovados, porque na hora do preenchimento da ficha de inscrição, começaram a falar alto, dizer palavrão, sendo que não sabiam eles que naquele momento também eles estavam sendo avaliados.


Também teve alguns casos que os candidatos não foram aprovados devido a postura corporal, minha vontade era de eu poder dar  o livro "O corpo fala", porque você não pode de forma alguma numa entrevista de emprego, sentar de qualquer forma, como se estivesse em casa.


São atitudes simples que poderiam ser evitadas novamente se as empresas tivessem essa preocupação de informar o motivo porque o candidato não foi aprovado para aquela vaga, pois se ele não saber onde errou, não tem como ele se auto avaliar, o feedback é muito importante, pois o candidato um dia pode tornar seu cliente. Apesar que eu sei que as vezes fica um pouco  pouco inviável dar o retorno para todos, mas acho que daria sim para dar pelo menos aqueles que chegaram ate a etapa final da seleção, pois seria de grande ajuda para o candidato poder melhorar suas habilidades e competências.

O que retém talentos?




Cada dia mais é possível notar gerentes e profissionais de recursos humanos preocupados com planos de retenção de talentos, pois o mercado, cheio de possibilidades, está tornando mais fácil a rotatividade daqueles profissionais insatisfeitos.

O dinheiro já não é mais o principal chamariz dos profissionais qualificados, que buscam possibilidade de crescimento e aprendizado dentro das organizações. Se nossos pais e avós acreditavam na importância da estabilidade, hoje, os jovens querem satisfação profissional e pessoal.
 
Segundo o Dieese, Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, a média de permanência dos trabalhadores numa mesma companhia na Região Metropolitana de São Paulo é de cinquenta e sete meses, ou seja, aproximadamente cinco anos. Além disso, dados recentes apontam que o Brasil ocupa a segunda posição no mundo em intenção de mudança de emprego entre os executivos e a pesquisa A Contratação, a Demissão e a Carreira dos Executivos Brasileiros (Catho Online, 2009) indica o aumento do número de profissionais que recorrem a sites deanúncios de vagas e currículos à procura de recolocação.
 
O consultor internacional da MOT (Mudanças Organizacionais e Treinamento), Alfredo Castro acredita que este fenômeno é resultado da sensação que as pessoas têm hoje de que a permanência em uma mesma empresa é uma coisa ruim, o que ele considera mito. “As pessoas acreditam que deveriam ficar apenas dois ou três anos em uma mesma organização, mas isso apenas deveria ser assim se a empresa não traz mais desafios, se não tem mais motivações”, aponta.

Pensadores como Alvin Toffler (1971) e Zygmunt Bauman (2001) apontam que caminhamos rumo a um mundo que tende à efemeridade, à fluidez e à redução do tempo dos relacionamentos humanos. Nosso cotidiano é marcado pela rotatividade e pela transitoriedade, ou seja, encontram-se cada vez menos relações duradouras na sociedade. Namoros, casamentos e amizades são cada vez mais instáveis. Da mesma forma, os bens de consumo são cada vez mais descartáveis, reflexo da produção e da comercialização indiscriminada de produtos, também tornados efêmeros.

 
Ainda assim, especialistas entendem que a retenção de talentos é possível. Para o CEO doInstituto MVC, Costacurta, é preciso que as empresas mostrem aos profissionais a possibilidade de futuro, pois desta forma terão motivos para permanecer na organização. “Especialmente para as gerações mais novas, é importante mostrarmos que podem inovar e crescer. O profissional precisa ter autonomia, ter a chance de errar por tentar, e não por não fazer” afirma.
 
Castro também acredita que as empresas não devem se preocupar apenas com a retenção, mas com a atração por meio da abertura para novas ideias e de benefícios para o colaborador. “As empresas tem que mostrar porque é bom para o funcionário estar ali”, aponta.
 

Vantagens e maneiras de reter funcionários:

Uma das vantagens da retenção de profissionais é a eliminação de novos custos com seleção, treinamentos e tempo de adaptação. Mas para que exista a retenção, inicialmente é preciso que a seleção tenha critérios rigorosos não apenas quanto à qualificação técnica dos candidatos, mas também em relação a suas características comportamentais.

O grande erro das empresas é focar muito no currículo do profissional e não medir o grau de divergência entre o perfil buscado pela empresa e o perfil apresentado pelo candidato. Isso pode causar um choque que resultará em insatisfação, e provavelmente afastamento deste funcionário, que acaba permanecendo pouco tempo na organização”, avalia Costacurta.
 
Outro problema que resulta na perda de talentos, para Castro são os problemas com superiores. “Programas de liderança podem ajudar na retenção, pois 70% das pessoas que deixam uma empresa estão na verdade deixando seu líder, seu chefe, e não a empresa de fato”, garante.
 
Costacurta também aponta que um bom trabalho do líder pode ajudar na permanência do funcionário. “Existem escalas de necessidades. Nem todo mundo precisa das mesmas coisas do mesmo jeito, e os chefes podem avaliar isso e trabalhar de forma a adaptar, customizar o tratamento de acordo com o que seus colaboradores precisam”, afirma.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

As Dez profissões que não existem mais


Com a tecnologia avançando a cada dia, o mundo está em constante mudança, o que era moda a um ano atrás, hoje em dia já está obsoleto. Temos que acompanhar a evolução nesse mesmo ritmo frenético, se não ficamos ultrapassados. Foi o que aconteceu com algumas profissões de antigamente, que não conseguiram acompanhar o boom da tecnologia e foram ou estão praticamente extintas. Trago para vocês algumas profissões que já foram importantes no passado, e hoje em sua grande maioria não existem mais:


  • Bobo da corte:  bufãobufo ou simplesmente bobo é o nome pelo qual era chamado o "funcionário" monarquis encarregado de entreter o rei e rainha e fazê-los rirem. Muitas vezes eram as únicas pessoas que podiam criticar o rei sem correr riscos.







  • Leiteiro:  é uma pessoa, tradicionalmente homem, que entrega leite em garrafas de leite ou em caixas de papelão. A entrega de leite, frequentemente, ocorre de manhã e não é raro eles entregarem outros tipos de produtos além do leite, como: ovos, queijos. O termo "leiteiro" é usado para referir-se quanto ao homem ou mulher que exerce esta profissão.





  • Fotográfo Lambe Lambe também conhecido como fotógrafo de jardim, por utilizar muitas vezes um jardim para o fundo das fotos, é um profissional em extinção. Era comum encontrar esses profissionais  nas praças encapuzados e quase fundidos à caixotes sobres tripés, verdadeiras maravilhas da síntese que unia a câmara ao laboratório.






  • Datilográfo: Aquele que escreve à máquina, depois do surgimento do computador, praticamente  foram substituídos pelos digitadores.




  • Cocheiros:  Era a pessoa responsável por conduzir os cavalos em uma carroça ou carruagens. Eles eram uma especie de motorista para a nobreza.




  • AlfarrabistasO que compra e vende alfarrábios (livro antigo ou velho).Coleccionador de livros antigos (in  "Dicionário técnico de termos alfarrabístico






  • Telegrafista:  O telegrafista era o profissional responsável por transmitir e receber mensagens por meio de um código próprio, conhecido como código Morse, em homenagem a seu inventor, Samuel Morse. 


  • Pinsetter tinha como função recolher e organizar os pinos derrubados depois de um arremesso de bola no boliche, e deixá-las certinhas para o próximo jogador. No entanto, em 1952 um sistema automático começou a ser usado para este fim, e os organizadores de pinos deixaram de ser contratados.




  • Pianista de CinemaNa época em que o cinema ainda era mudo, pianistas eram contratados para fazer a trilha sonora dos filmes e deixar o público mais interessado durante as exibições dos filmes.  A profissão foi popular até 1929.



  • CalceteiroOperário que calça as ruas com pedras justapostas; empedrador. É provavelmente  uma das mais antigas profissões conhecidas. Atualmente a maioria das cidades tem suas ruas cobertas por asfaltos, uma técnica mais barata, porém nem tão bonita.



Fonte de pesquisa: Wikipedia
quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Programa Nova Geração PwC 2012



A PwC é um network global de firmas separadas e independentes que trabalham de forma integrada na prestação de serviços de Assessoria Tributária e Empresarial e de Auditoria.

O Programa Nova Geração PwC é um processo seletivo de trainees diferente do que há no mercado, pois selecionamos candidatos que ainda estão cursando a faculdade, além dos que já estão formados há no máximo dois anos.

Anualmente, procuramos jovens talentos para fazerem parte da Nova Geração PwC; e os selecionados já são contratados como funcionários efetivos.

O que vocês estão esperando, corra rápido, pois as Inscrições é até 20 de Novembro de 2011. Para mais informações sobre o Programa acesse:  http://www.pwc.com.br/novageracao


segunda-feira, 31 de outubro de 2011

“Desenvolvimento de (intra)empreendedores, executivos e acionistas”




Rica, culta, elegante, charmosa, inteligente e ainda por cima, inovadora. Uma princesa, com títulos internacionais. Além de tudo isso, ela se sobressai em diversos assuntos: economia, cultura, tecnologia e ciência.
Quem é ela? É a cidade de Boston, capital do estado norte-americano Massachusetts, uma das maiores, e mais antigas, cidades dos EUA, eleita a cidade mais inovadora do mundo, pela consultoria 2ThinkNow. A inovação é acompanhada pelo charme de vanguarda, marcado pela arquitetura da época provinciana .
Boston conta com uma grande variedade de galerias de arte e museus, teatros e shows que animam a vida cultural de quem passa por lá. O intelecto também é um marco da cidade, que possui as três maiores bibliotecas dos EUA e é o lugar onde mais se registram patentes, fato que é atribuído ao grande número de centros de pesquisa internacionalmente reconhecidas pela excelência.

Babson College é um exemplo. Localizada na região metropolitana de Boston, a universidade foi eleita a melhor escola de pós-graduação para empreendedores dos Estados Unidos pela quarta vez consecutiva. Através da parceria com a escola de negócios brasileira B.I. International, alunos do Brasil podem conhecer de perto Babson e realizar o módulo internacional“Desenvolvimento de (intra)empreendedores, executivos e acionistas”, criado especialmente para empresários que buscam complementar a sua formação e desejam realizar networking em nível global. As próximas viagens já estão agendadas para os dias 27 de novembro a 01 de dezembro de 2011 e, 04 a 08 de dezembro de 2011.

Essa é uma oportunidade única: alinhar conhecimento e aproveitar os diferenciais da região de Boston. Alie cultura, turismo e conhecimento.

Inscrições e informações:
São Paulo:
departamento.internacional@biinternational.com.br             (11) 3014-1008       / 3014-1042
Belo Horizonte:
infobh@biinternational.com.br             (31) 3789-1630      
Ribeirão Preto:
inforibeirao@biinternational.com.br             (16) 3441-3402      

Agenda do Recife

REVISTA VOCÊ RH

Google+ Badge

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Consultoria de RH

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Me leve com você!

Adicione seu Email

E-book

E-book

COMPRAR E-BOOK

Tradutor

Translator

    English French
    German Spain
    Italian Dutch
    Russian Japanese
    Korean Arabic

Arquivo do blog