http://br.jooble.org/

Siga-me no Twitter

Me leve com você!

Visitantes

Download

Postagens populares

Venha para Facho

PageRank

Verifique o PageRank de qualquer página da web instantaneamente:
  
Esta ferramenta gratuita é fornecida por MestreSEO.

SOS NATUREZA

SOS NATUREZA

Seguidores DIHITT

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Psicóloga, Blogueira, adepta da meditação e alimentação saudavel. Experiência em empresas da área de mineração, bancacaria, varejo e consultoria de RH, habilidade em recrutamento e seleção, rotinas de departamento pessoal, habilidade para aplicação de testes para ingresso em empresas, treinamento, capacitação e avaliação de pessoal. Empática, localizo prioridades de cada pessoa para melhor aproveitamento. Comunicativa e pró ativa. Pontos fortes: criatividade, solução de problemas, facilidade social. Analiso os elementos internos e externos holisticamente na tomada de decisões. Focada sempre nas metas e resultados.

"Pessoas bem sucedidas"

Pessoas bem sucedidas procuram soluções quando encontram um problema pela frente. Não perdem tempo se queixando, porque vêem os problemas como oportunidades de se superarem. Assim, as pessoas bem sucedidas são, normalmente, aquelas que acham soluções - enquanto o resto se queixa.

Blogger Themes

Pesquisar neste Blog

Pages

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Você sabe se vender nas redes sociais?









As redes sociais conquistaram de vez a simpatia dos internautas, são pessoas de todas as gerações que vivem conectados diariamente, até meu diretor da faculdade, que é um senhor que beira para seus mais de 70 anos e adora usar twitter, blog, facebook.Logo no inicio muitas pessoas diziam que as redes sociais eram coisas para adolescentes, e para quem não tinha nada para fazer, mas as coisas mudaram, e a situação atual que a maioria das pessoas foram contaminados pelo vicio das redes sociais, inclusive as empresas,recrutando os candidatos através das redes sociais, pois 60% das empresas já contratam e 80% pesquisam sobre candidatos através das redes sociais .

Mas para você ser achado por essas empresas, você tem que saber se vender nas redes sociais e parara lidar com essa nova realidade, Dan Schawbel, autor do livro Me 2.0, descreve alguns principais conselhos para que você tenha recrutadores solicitando seu currículo o tempo todo.

1. Seja um “bom produto” antes de promovê-lo. 

Quando uma empresa tem um produto ruim, com muitas falhas, e está anunciando para o mundo, eventualmente, o produto vai sofrer publicidade negativa de seus clientes e tende a desaparecer do mercado. Quando se trata da sua carreira, torne-se um produto notável. Seu produto tem de ser solidificado antes de iniciar a promoção online e informando as pessoas sobre o tipo de trabalho que você está procurando.
Saiba o que são seus pontos fortes, que tipo de empresa que você gostaria de trabalhar, o tipo de posição que você gostaria, e só então crie uma história convincente que fará com que as empresas tenham certeza que você é o candidato certo.

2. Limpe e promova sua presença online. 

Gerencie sua reputação online antes que alguém o faça. Isso significa que você precisa de controle total (ou quase), sobre o que as pessoas encontram quando procuram você online. Se você tiver um perfil no Facebook, certifique-se de ativar a configuração de privacidade que permite que outros marquem você em posts e fotos. Dessa forma, se você vai a uma festa na sexta-feira è noite, não acordará no dia seguinte com fotos nada positivas para um empregador. Torne-se um produtor de conteúdo, e não apenas um consumidor. Manter um blog (atualizado e com assuntos relevantes) e compartilhar informações sobre temas que interessam a você cria um filtro que atrai oportunidades e repele seguidores e “amigos” indesejáveis. É a “seleção natural” das redes sociais.Também não se esqueça de fazer um “link” em cada um dos seus sites, blogs e perfis de redes de modo que a busca pelo seu nome nos motores de busca seja fácil.

3. Deixe as pessoas saberem que você está procurando emprego. 
Um dos maiores erros cometidos por algumas pessoas que ainda pensam somente “offline” é não avisar estão à procura de emprego ou que tipo de trabalho está procurando. Como as pessoas podem ajudá-lo se sabem que você está procurando trabalho? Estamos todos intimamente ligados uns aos outros. Mesmo que um amigo ou familiar não possa ajudar, sua rede de contatos talvez possa. Invista nisso e comunique-se!

4. Esteja por toda a rede. As pessoas estão procurando por você. 
Cada vez que seu nome não aparece nos motores de busca quando procuram por você, você perde uma oportunidade. Um recente artigo do Wall Street Journal afirmou que 85% dos recrutadores estão usando Linkedin para encontrar talentos. Crie perfis no LinkedIn, Twitter, Facebook, Google, e em outras redes sociais. Também não se esqueça de marcar seus perfis com palavras-chave que você imagina que as empresas utilizam para encontrar pessoas com os seus conhecimentos.

5. Anuncie você mesmo. 

Você trocaria alguns Reais para começar o trabalho que você deseja amanhã?
Existem algumas maneiras que você pode anunciar-se aos empregadores.
• Anúncios do Facebook – você pode usar a sua imagem, um título, e um campo para serem lidos por empregadores específicos. Facebook permite ainda que você direcione sua propaganda por localização, idade, interesses, educação, e até mesmo páginas e grupos.
• Google AdWords – você compra palavras-chave para seu anúncio. Você pode vincular o seu anúncio a qualquer blog ou perfil no LinkedIn.

• Está claro que a nova regra desse novo ambiente de busca por recolocação é: “visibilidade cria oportunidades”.
• Quanto mais você se coloca online, mais pessoas serão capazes de encontrá-lo, encaminhá-lo e empregá-lo.
• Portanto, reforce diariamente as 4 etapas para construir uma poderosa marca pessoal: descobrir, criar, comunicar, manter.
• Não seja mais uma das milhares de pessoas cegas que continuam somente mandando emails com seu currículo para os recrutadores e rezando para que eles abrirem. Em vez disso, seja proativo e atraia os empregadores que querem saber mais sobre você, com base no que já viram online. Quanto mais criativo, mais diferencial você está criando na concorrência pela vaga dos seus sonhos.
• Para finalizar, não menospreze uma boa recomendação e invista em crescer dentro da sua atual empresa, mas também invista em sua visibilidade digital. Nunca se sabe de onde pode surgir uma boa oportunidade!

• Mas antes de tudo, como em qualquer negócio, invista na qualidade de seu produto, VOCÊ!

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Tenha cinco minutos para você


Nesse mundo contemporâneo, onde as coisas mudam numa velocidade constante, onde todos já estão acostumados com uma correria desenfreada, se esquecendo até deles mesmos. Aonde isso tudo vai levar, pensando numa visão futura, se as pessoas continuarem assim, só pensando no consumismo exacerbado,  trabalho, em vida social, em querer serem melhor do que as outras, podemos ser pessoas doentes, não é só doente do corpo e sim da mente e espírito.

Todos nós queremos abraçar o mundo, mas temos que lembrar que só temos dois braços , temos que ter paciência e principalmente, não sermos imediatistas, querendo a coisa para ontem, temos que saber nossas limitações e até onde podemos chegar, não precisamos ficar achando o que os outros vão achar e sim procurar saber o que nós vamos achar, ou seja, temos que nos conhecer a fundo, encontrar nosso EU, mas para conseguimos chegar nesse nível, temos que ter pelo menos 5 minutos para nós mesmos.

Até que falando na teoria, parece que é uma coisa fácil, o que são 5 minutos, já que o dia tem 24 horas, mas 5 minutos para muita gente parece uma eternidade quando entram em contato consigo mesmo, mas temos que jogar fora nossos medos e nos conhecer de verdade, porque para a gente amar e conhecer os outros, temos que ter nos conhecer e nos amar em primeiro lugar.



Então comece agora, reservando todos os dias 5 minutos para você, indo para um lugar bem sossegado, pode ser seu quarto, na varanda, num quintal, num parque, numa praia, mas o ideal que seja um lugar tranquilo que só tenha você, se possível coloque um musica bem suave, e faça um trabalho de respiração, inspirando e expirando bem devagar, comece se perguntando :

  • como você estar?
  •  como foi ou como quer que seja seu dia?
  •  quais seus desejos e medos?
  •  o que você quer para sua vida daqui para frente?
  • Como você se ver?
Esse é só o primeiro passo, se realmente você conseguir ter todos os dias 5 minutos para você com certeza serás uma pessoa mais consciente de si mesma e você estando bem , poderás fazer ainda mais as pessoas felizes.Pois nós somos o dono do nosso próprio tempo, o tempo é uma das poucas coisas que todo mundo tem igual, agora temos que sermos sábios para aproveitar nosso tempo da melhor maneira possível.

"Nós matamos o tempo,mas ele enterra-nos".
                             ( Machado de Assis) 


sábado, 20 de outubro de 2012

Você é uma pessoa Empática?

No mundo atual, o individualismo está cada vez mais enraizado na cultura capitalista e por isso se torna mais dificil as pessoas terem a capacidade de serem empáticas, apesar que muitas pessoas confundem "Empátia", com "Simpatia", Empatia é uma coisa mais profunda, é a capacidade da pessoa se colocar no lugar do outro, uma pessoa pode ser simpática com a outra, mas não pode ser empática, é um pouco confuso, mas temos que trabalhar nossa empátia.

Será que você consegue realmente ter empatia pelas pessoas, desprovir de todos os preconceitos e crenças e se colocar no lugar do outro, compreender a sua problemática, sem nenhum julgamento? Realmente é muito dificil, requer muito esforço, pois na nossa sociedade ainda é muito preconceituosa, as pessoas julgam muito, sem antes procurar entender.

Depois quando comecei a fazer o curso de psicologia, comecei a me abrir para o mundo, a ser uma pessoa mais humana, a querer ajudar e entender as pessoas, a procurar soluções para os conflitos, a descobrir que não existe verdade absoluta, que nenhuma religião é a melhor ou a pior, e sim cada uma leva de uma maneira difernete da gente conectarmos com Deus. Eu tenho minhas crenças e valores, mas isso nao me impede de ter novos conhecimentos e descobertas, não podemos nos fechar para o mundo e viver numa alienação, pois as pessoas alienadas nao proguidem e nem evoluem.
segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Você é Insubstituível


Recebi esse texto por email, nao tinha autoria, mas resolvi compartilhar com vocês, pois trás um  grande ensinamento e é bom para refletir.


Na sala de reunião de uma empresa multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores.

Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: "ninguém é insubstituível" .

A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.

Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.

Ninguém ousa falar nada.

De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:

- Alguma pergunta?

- Tenho sim.

-E Beethoven ?

- Como? - o encara o diretor confuso.

- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?

Silêncio.....

O funcionário fala então:

- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso.

Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.

Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Renato Russo? Pelé? Albert Einstein? Picasso? etc...

Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar.

E, portanto, são sim insubstituíveis.

Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa.

Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus 'erros/ deficiências' ..

Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo , se Picasso era instável , Caymmi preguiçoso , Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico ...

O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.

Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Se seu gerente, ainda está focado em 'melhorar as fraquezas' de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/ técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.

Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.

Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões 'foi pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias... e hoje, para substituí-lo, chamamos:... . Ninguém ... pois nosso Zaca é insubstituível"

Portanto nunca esqueça: Você é um talento único... com toda certeza ninguém te substituirá!

"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo..., mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."

"No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é..., e outras..., que vão te odiar pelo mesmo motivo..., acostume-se a isso..., com muita paz de espírito”

PS! Na vida cada um tem sua identidade, ninguem é igual, por mais que as semelhanças prevaleçam, o EU de cada um é singular, por isso que temos que nos valorizar, mostrar nossa potencial e habilidades para mostrar que somos insubistituiveis. Numa empresa onde trabalhei, na nossa confraternização de fim de ano, eu fiquei muito feliz pois um dos presentes que ganhei do meu diretor de RH, foi o livro que se chama o titulo desse post "VOCÊ É INSUBSTITUIVEL".
domingo, 14 de outubro de 2012

PROGRAMA DE TRAINEES AIR LIQUIDE 2013




Air Liquide é a líder mundial em gases para uso industrial, na saúde e no meio ambiente e está presente em 80 países, contando com seus 46.200 funcionários. Desde a fundação da Air Liquide em 1902, oxigênio, nitrogênio, hidrogênio e gases raros sempre foram os principais produtos de suas atividades. Empregando estas moléculas, a Air Liquide consegue reinventar seus negócios permanentemente, antecipando-se às necessidades atuais e futuras dos mercados. O Grupo inova para promover o progresso, para obter crescimento dinâmico e um sólido desempenho.

A Air Liquide Brasil é reconhecida como uma das maiores empresas de gases industriais do país, empregando mais de 1.050 pessoas em mais de 44 localidades para atender a clientes dos setores de siderurgia, petroquímica, vidro, papel, indústrias eletrônica e alimentícia, bem como os mercados da saúde e de tratamento médico domiciliar. A Air Liquide Brasil está posicionada para atender às crescentes demandas da região e de seus diversificados clientes com produtos, serviços e tecnologias, para promover uma vida melhor e auxiliar a indústria a aprimorar a sua eficiência, produtividade e sustentabilidade.
 
Estrutura do programa: 

O Programa Trainees Air Liquide terá a duração de 2 anos. No plano de desenvolvimento haverão 4 rotações em áreas técnicas, operacionais e de negócios. Durante todo o Programa haverão missões a serem cumpridas e competências que serão desenvolvidas.

Locais de Trabalho: 
São Paulo/SP – Campinas/SP – Rio de Janeiro/RJ

Objetivos:


Acelerar a evolução dos profissionais, através de:
Ø Alta capacidade de adaptação;
Ø Visão ampla sobre os negócios da Air Liquide Brasil.

Pré – Requisitos:
Ø Curso: Engenharia Química;
Ø Conclusão entre 12/2010 a 12/2012;
Ø Nível do Inglês: avançado;
Ø Bons conhecimentos do Pacote Office (Excel, PowerPoint e Word);
Ø Mobilidade Nacional (disponibilidade para residir em outra Cidade/Estado).

Salário e Benefícios:
Salário: R$5.598,00 (mensal);

Ø Assistência Médica;
Ø Assistência Odontológica;
Ø Previdência Privada;
Ø Ticket Refeição;
Ø Vale Transporte;
Ø Auxílio Moradia (Campinas e Rio de Janeiro).

INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 29/10/2012
Para mais informações sobre o Programa acesse
domingo, 7 de outubro de 2012

As 13 perguntas mais clássicas de entrevista de emprego








 A entrevista é a etapa mais importante de um processo de seleção. É o momento em que, olhando nos olhos do candidato, o recrutador  consegue comprovar intuições e tirar todas dúvidas possíveis. Só depois disso, ele estará apto para bater o martelo sobre a contratação ou não. 

"Essa é a hora da verdade. O candidato tem que fazer de tudo para encantar o recrutador", diz Irene Azevedo, da consultoria DBM. Vencer a ansiedade e responder as expectativas do recrutador ao mesmo tempo não é tarefa fácil. Por isso, conversamos com os principais headhunters do país para descobrir as perguntas mais tradicionais durante uma entrevista de emprego e quais as melhores maneiras para respondê-las. Confira.

1.  Por que você está mudando de emprego?Essa é a primeira pergunta entre as mais perigosas em uma entrevista de emprego. Por isso, é preciso extrema cautela para respondê-la. O candidato que decidir soltar o verbo contra o emprego anterior cai em descrédito logo de início.

 "Isso soa mal. Passa a impressão de um profissional intransigente que, na primeira mudança de rota, prefere uma movimentação", afirma Eduardo Baccetti, sócio-diretor da consultoria de recrutamento 2GET. De acordo com Priscila de Azevedo Costa, coordenadora do programa Veris Carreira da Veris Faculdades, o caminho para conversar sobre essa questão de uma maneira convincente é remeter para o atual momento de carreira e para os próprios planos para o futuro.

2. Por que você foi demitido?
Uma das principais saias justas em uma entrevista de emprego é quando o recrutador, sem nenhum pudor, busca saber o contexto em que o candidato foi desligado da empresa anterior.  O assunto é delicado e exige muito jogo de cintura do candidato. A melhor estratégia, segundo os especialistas, é ser sincero. E, em alguns casos, recorrer a um tom mais eufemista.

Nesse contexto, por exemplo, "o candidato pode dizer que divergia estrategicamente do direcionamento da empresa", exemplifica Irene. Ou, "admitir que estava em um momento em que não podia contribuir totalmente para as necessidade da empresa", diz Priscila. O importante, segundo ela, é tomar cuidado para não prejudicar a própria imagem ou falar mal da companhia. 

3. Por que quer trabalhar aqui?
Não vale responder que esse era o seu sonho de infância. Por isso, é fundamental estudar sobre os valores da empresa antes da entrevista e mostrar para o recrutador que seu plano de carreira está alinhado com essa visão.

"O candidato tem que ter muita consciência das suas próprias realizações e intenções", diz  Irene. "E, a partir disso, saber contar muito bem sua história".

4.Quais suas principais realizações ao longo da carreira? 
Para responder a perguntas como essa, é preciso fazer uma avaliação profunda sobre sua evolução na carreira antes da entrevista. Afinal, segundo os especialistas, esse tipo de tópico demanda informações precisas sobre os fatos que tornaram seu passado profissional memorável. "Se eu não tiver resultados que suportem e comprovem meus pontos fortes, não irá adiantar nada", afirma Irene.

5. Quais seus principais fracassos?

Aqui a proposta do recrutador é entender como você reage diante de situações difíceis. Por isso, não tenha medo de relatar os problemas que você já enfrentou em outros empregos. Foque, contudo, na maneira como conseguiu driblar as dificuldades e nas lições que tirou de cada situação. A, ideia, segundo os especialistas é tentar mostrar que os fracassos, no fim, contribuíram pra seu amadurecimento na carreira.

6. Quais seus pontos fortes?

Elencar as próprias qualidades nem sempre é uma tarefa fácil. No entanto, saber falar sobre isso de uma maneira elegante é essencial durante uma entrevista de emprego. Lembre-se que este é o momento para mostrar ao recrutador que você tem as características necessárias para o cargo em questão. Contudo, cuidado para não cair no narcisismo vazio. "Ele precisa mostrar exemplos práticos dessas qualidades", afirma Priscila.

7.  Que pontos em seu comportamento ainda precisam ser desenvolvidos?

Para responder a tradicional pergunta sobre defeitos, boa parte dos candidatos recorrem ao macete clássico de se definir como um profissional perfeccionista. "Todo mundo quer transformar uma qualidade excessiva num defeito", afirma Priscila.

Segundo ela, diante desse clichê, os recrutadores logo ficam com um pé atrás. Agora, se você realmente é perfeccionista, a dica é dar um exemplo prático que prove essa característica. E, para mostrar que está sendo sincero, conte sobre outro defeito. Mas, cuidado para não dar um tiro no pé. "Escolha uma questão que não atrapalhe muito sua eficiência no trabalho e contextualize", diz Priscila.

8.    Quais são suas motivações?
O objetivo do recrutador com esta questão é avaliar se o perfil do profissional é coerente com a estrutura da empresa. "Todo mundo precisa ser motivado para continuar a produzir bem", diz Priscila. E ninguém quer contratar um profissional que, em poucos meses, perca o contentamento em trabalhar. Por isso, para seu próprio bem, não tente dissimular uma resposta padrão. Seja sincero consigo mesmo e mostre qual a empresa ideal para seu perfil.

9.    Consegue trabalhar sob pressão? 
Saber lidar com a pressão no mercado de trabalho é uma postura que exige tempo e aprendizado. Por isso, mostre para o recrutador exemplos práticos que comprovem que você consegue se dar bem em situações como essas. "Não responda apenas sim ou não. Sempre traga uma experiência que esclareça o que você quer contar", diz Priscila.

10.    Conte sobre sua família? O que faz nas horas vagas?
Os recrutadores hoje já entendem que vida profissional e pessoal estão, sim, ligadas. Por isso, com essa pergunta, a proposta é entender como a rotina pessoal influencia a dinâmica durante o horário do expediente. "Conforme a pessoa fala, queremos identificar quais os valores que ela tem",  explica Priscila. Segundo ela, o ponto não é tentar ser perfeito, mas mostrar como você administra os principais conflitos da vida.

11.    Qual sua pretensão salarial?

A dica de Irene para esse momento da entrevista é tentar adiar ao máximo sua resposta. "Explique que o valor da sua remuneração só pode ser definido quando você entneder todos os desafios do cargo", explica. Se a justificativa não pegar e o recrutador insistir em uma resposta, conte qual era seu último salário.

12.    Quais seus planos para o futuro? 

Neste ponto, o recrutador quer identificar se sua estratégia de carreira está alinhada ou não com o ritmo da corporação. Nem sempre, contudo, é fácil ter na ponta da língua projetos para um futuro muito longínquo. Se esse for seu caso, não se desespere. Seja sincero e mostre consistência nos planos para médio e curto prazo.

13.    Por que devo contratar você?

Essa pergunta requer extrema coerência do candidato com todas as informações que passou para o recrutador durante o processo de seleção. É, neste ponto, que ganha relevância, o profissional que souber fazer o melhor marketing pessoal. "O perfil pessoal acaba determinando muito, o brilho no olho, a vontade de ainda querer fazer", diz Baccetti, da 2 GET.


terça-feira, 2 de outubro de 2012

Como lidar com seu Chefe





Não existe nada pior do que ter um chefe que nem se quer você ver, aquele que parece intocável, que não dar um bom dia para seus subordinados, que é carrasco e não tem empatia com os outros. Encontrar chefes assim, não é uma coisa de outro mundo não, várias empresas ainda adotam esse estilo de chefia e liderança, mas com certeza, as pessoas que adotam esse estilo de liderança não vão muito longe não, ficam estagnadas.


Para sabermos lidar e ter um bom relacionamento com nosso chefe, temos que ser autentico e sincero, não podemos mostrar uma pessoa que não somos, para querer agradar a ele. Temos que ter atitude e explanar nossas idéias, sem ter receio de ser criticado e ainda quando achamos que o chefe está errado, ou que aquela não é a melhor atitude a ser tomada, temos que ter coragem e falar, não ficando calado só porque ele é o chefe.


Eu particularmente, trato meu chefe de igual para igual, não tenho medo e não sou submissa a ele, só porque ele estar numa posição hierárquica acima da minha. Temos uma relação de respeito e confiança, ele sabe delegar as tarefas para seus subordinados e aceita nossas idéias, sem ter medo de que alguém tome seu lugar.


Nas minhas andanças pela net, encontrei um artigo no site Administradores  para você reconheçer os tipos de chefe e saber lidar com cada um deles.


O chefe mal-humorado: Sorria e seja sempre educado, não se deixe contaminar pelo mal-humor, afinal é ele que está de mal com a vida e não você, ao invés disso contamine-o com doses terapêuticas de bom – humor, pois a mudança de comportamento deve partir de você.

O chefe “amigão”: Muito respeito, não misture as coisas você tem o privilegio da liberdade e intimidade dada a sua amizade, mas deve saber respeitar a hierarquia que os separa não abusando dessa liberdade. Não ultrapasse os limites, pois nem tudo pode ser dito quando seu amigo é o chefe.

O chefe inseguro: Paciência. Jamais o confronte em público, apresente as suas idéias reservadamente com ele antes de discuti-las em público. Evite pressiona-lo, mas por outro também o ajude a tomar decisões, por exemplo, relembrando-o dos sucessos passados que ele já obteve.

O chefe é parente: Não misture ou confunda assuntos da empresa com reuniões de família cada um tem seu lugar, nada de intimidades nos corredores da empresa e alem disso aja com muito mais profissionalismo e eficiência já que as outras pessoas sempre irão pensar que você tem privilégios do chefe, então não dê motivos para isso.

Chefe mais novo: Aprenda. Respeite-o e nunca diga ''não'' a uma ordem direta. Aproveite para reciclar seus paradigmas apoiando suas idéias inovadoras, caso discorde explique seu ponto de vista e nunca pronuncie a frases: ''Você é muito jovem para... ''.

Chefe muito mais velho: Aprenda e respeite o seu ritmo. Saiba que mais de 60% das pessoas preferem os mais velhos. Ouça-o sempre que possível, pois ele conhece profundamente a empresa e conhece muita gente por isso geralmente são ótimos mentores.

Chefe agressivo: Reúna a equipe e chame-o para uma reunião para expor o problema, sempre citando exemplos, cuidado não tente fazer isso sozinho, ele pode pensar que o problema é pessoal. Caso não resolva informem o chefe dele do comportamento agressivo e que isso está influenciando no resultado da equipe.

Chefe calado: Não se preocupe esse provavelmente é o estilo dele, mas regularmente peça feedback do seu trabalho para que assim você saiba a opinião dele e se tranqüilize. A não ser que ele seja calado somente com você, isto sim pode ser um problema.

Chefe centralizador: Cumpra prazos e metas assim você conquista credibilidade e demonstra sua competência atingindo resultados. Seja pró-ativo, ajude o seu chefe á carregar o piano e mostre que você já está pronto para assumir novas responsabilidades.

Chefe exigente: Peça para ele lhe contar quais foram os fatores de sucesso em sua carreira, assim você conseguirá conhecê-lo alem de identificar aquilo que ele mais valoriza no trabalho com isso você aumentará a sua chance de ser mais assertivo evitando “puxões de orelha” desnecessários.


Chefe egocêntrico: Valorize-o sem bajular e evite entrar em conflito pelo poder ou atenção, deixe-o se exibir. Ao discordar, faça-o em particular, municiado de muitos dados que respaldem as suas afirmações, mas evite entrar em detalhes sobre suas idéias e projetos. Tenha-o como aliado nunca inimigo

Quando eu não vou com a cara do chefe: Você tem duas opções, sair da empresa ou lidar com isso. Mas antes faça uma auto-análise para descobrir se o problema não é com você. Se todos simpatizam menos você pode ser um sinal ou caso a dificuldade em simpatizar com superiores seja algo comum em sua vida, pense no que deu errado nas outras vezes e repare se não está repetindo o mesmo comportamento.


Agenda do Recife

REVISTA VOCÊ RH

Google+ Badge

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Consultoria de RH

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Me leve com você!

Adicione seu Email

E-book

E-book

COMPRAR E-BOOK

Tradutor

Translator

    English French
    German Spain
    Italian Dutch
    Russian Japanese
    Korean Arabic