http://br.jooble.org/

Siga-me no Twitter

Me leve com você!

Visitantes

Download

Postagens populares

Venha para Facho

PageRank

Verifique o PageRank de qualquer página da web instantaneamente:
  
Esta ferramenta gratuita é fornecida por MestreSEO.

SOS NATUREZA

SOS NATUREZA

Seguidores DIHITT

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Psicóloga, Blogueira, adepta da meditação e alimentação saudavel. Experiência em empresas da área de mineração, bancacaria, varejo e consultoria de RH, habilidade em recrutamento e seleção, rotinas de departamento pessoal, habilidade para aplicação de testes para ingresso em empresas, treinamento, capacitação e avaliação de pessoal. Empática, localizo prioridades de cada pessoa para melhor aproveitamento. Comunicativa e pró ativa. Pontos fortes: criatividade, solução de problemas, facilidade social. Analiso os elementos internos e externos holisticamente na tomada de decisões. Focada sempre nas metas e resultados.

"Pessoas bem sucedidas"

Pessoas bem sucedidas procuram soluções quando encontram um problema pela frente. Não perdem tempo se queixando, porque vêem os problemas como oportunidades de se superarem. Assim, as pessoas bem sucedidas são, normalmente, aquelas que acham soluções - enquanto o resto se queixa.

Blogger Themes

Pesquisar neste Blog

Pages

domingo, 20 de novembro de 2011

Saiba o que é o Eneagrama





Em meio a tantas ferramentas para desenvolver pessoas utilizadas no universo corporativo nos dias de hoje, uma vem ganhando muito espaço: o eneagrama. Este sistema consiste em um canal para a busca de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal e profissional. Ele descreve nove tipos de comportamento (perfeição, presteza, performance, profundidade, privacidade, precaução, prazer, poder e paz) e permite que executivos entendam e superem pontos fracos específicos.


A palavra deriva do grego (ennea = nove, grammos = figura) e faz alusão aos nove pontos identificados ao longo da circunferência externa do eneagrama. É um símbolo que existe há mais de cinco mil anos. Não se sabe exatamente de onde veio, mas desde as primeiras civilizações cristãs, na Idade Média e no Oriente, encontram-se vestígios e traços do estudo deste desenho.” A ferramenta é bastante aplicada em equipes. Quando as pessoas compreendem que cada indivíduo tem uma estratégia inconsciente que orienta seus comportamentos e verdades, elas se resolvem automaticamente e dão espaço a um clima maior de respeito”, explica Alexandre Timmers Montandon, coach e escritor do livro A Chave do Universo – As Nove Máscaras e o Eneagrama. Segundo ele, existe uma melhora imediata na qualidade do diálogo e uma maior aceitação ao outro e às suas diferenças, pois é possível compreender conscientemente as intenções que existem por trás das ações, reduzindo os mal-entendidos e falhas de comunicação.

Antes de iniciar um processo de coaching, o eneagrama possibilita um mapeamento da personalidade e das motivações da pessoa e da equipe. Assim o processo fica muito mais poderoso. “O sistema é aplicado para facilitar a compreensão das tendências da personalidade do profissional e depois, quando for aplicar um feedback, por exemplo, vai entender como a personalidade dele afeta na hora de dar e receber esse retorno aos subordinados: quais são os filtros, facilidades e dificuldades. Ou na hora de lidar com conflitos: em que a personalidade dele vai influir, que tipo de conflito vai atrair ou evitar”, conta Nicolai Cursino consultor, treinador e palestrante em desenvolvimento humano e liderança.

Entenda os conceitos


  • Paz: o tipo que originou todos os outros, segundo a teoria do eneagrama. Para tentar manter uma harmonia, a pessoa tem enorme dificuldade em dizer “não” e as atividades são muito mais priorizadas com base nas atividades dos outros.
  • Perfeição: internamente, o crítico do profissional para com ele mesmo é muito alto. Ele irá criticar as outras pessoas, mas no fundo, o que está querendo é ajudá-las a atingir a excelência.
  • Presteza: a pessoa com esta característica cuida tanto dos outros que têm dificuldades de olhar para dentro de si próprio.
  • Performance: o profissional só acredita que tem valor se tiver sucesso ou se fizer algo produtivo o tempo todo.
  • Profundidade: um tipo que concentra a maioria da energia no emocional. Tem facilidade com relacionamentos, mas por outro lado tem uma tendência a achar que sempre está faltando alguma coisa.
  • Privacidade: é o mais racional de todos os tipos. A pessoa com esta característica acredita que se for invadida, os outros irão exigir dela mais do que ela pode oferecer.
  • Precaução: muitas vezes chamado de pessimista. Sempre imagina o pior, porque pensa que se precaver o pior, estará seguro.
  • Prazer: o tempo todo quer ter estímulos prazerosos, faz muitas coisas ao mesmo tempo, está sempre alegre e pensa muito rápido. Mas, ao mesmo tempo, executa ações superficialmente.
  • Poder: fala mais alto, encara os desafios de frente e “compra a briga” dos outros. É incompreendido por ser muito direto e assertivo.



quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Nem sempre a roupa diz sobre seu talento!


Esse video traz um pouco sobre como não podemos julgar o talento de alguém por uma simples vestimenta. Claro que se tratando de  uma entrevista de emprego, temos que ir pelo menos com um visual agradável, mas mesmo se o candidato não estiver com uma roupa adequada, em hipótese alguma deveremos desmerecer a pessoa.

Mas não foi o que aconteceu com um candidato que estava participando de um concurso de dança, assim que entrou na sala, um dos jurados questionou logo sobre sua roupa, dizendo "Que roupa é essa, seu figurino não tem nada ver", mas o candidato humildemente respondeu " O que tem haver mesmo é minha interpretação" , e ele mostrou que mesmo com uma roupa simples, pode dar um show de interpretação e técnica  emocionando todos os jurados.

Assim é a vida profissional e pessoal, muitas pessoas julgam pela aparência, só dão valor a quem ta mais bem vestido, a quem sabe se expressar melhor. Na verdade temos que dar valor a pessoa pela sua essência e seu talento, pois olhar apenas pela aparência, podemos ter grandes frustrações e cometer equívocos.




Parabéns John Lennon da Silva, você é um talento nato, sua sensibilidade, humildade e técnica encantaram a todos, com essa sua simplicidade você vai longe. Você tem a dança na alma e interpreta com o coração.




terça-feira, 15 de novembro de 2011

Como lidar com Colegas de Trabalho que Tenham Mau hálito?



comportamentos e coisas que alguns colegas do trabalho provocam que irritam profundamente as pessoas que convivem no mesmo ambiente. Sem a pessoa perceber, essas pequenas coisas vão minando a sua imagem e comprometendo o seu sucesso pessoal e profissional. 

Não á nada pior do que conviver no trabalho com alguem que tem mau hálito ou um forte odor nas axilas?O que fazermos quando nos deparamos com um caso assim? é complicado, pois não sabemos o que fazer, principalmente porque nao temos como prever a reação da pessoa se dermos um feedback, dizendo do incomodo que ela está provocando com seu mau hálito ou mal cheiro, pois podemos ser interpretado como mau educado, etc., mas memso assim o ideal é falar com a pessoa dizendo que é preciso tomar cuidado com seu hálito, sendo que de uma forma delicada e que não crie um constragimento.

Podendo informar para consultar um dentista , dizer que leu numa revista que mascar um dente de alho pela manhã faz muito bem à saúde, mas e os outros que são obrigado a sentir o cheiro de alho em sua boca o dia todo? Você gosta de sanduíche de mortadela com guaraná sem gelo. Isso pode ser do seu gosto, mas veja se a mortadela fermentando em seu estômago não o fará arrotar um pouco azedo demais a tarde toda.....

Aconteceu uma situação dessa numa empresa que trabalhei, uma pessoa tinha um odor bem forte nas axilas, que ninguem conseguia chegar proximo a ela, como também ninguem tinha coragem de falar sobre isso.Eu conversei com minha gerente na época e a mesma, disse que não iria dar um feedback, e como eu percebi que a pessoa estava sendo mal vista e prejudicada no ambiente do trabalho, resolvi tomar uma decisão, não falei pessoalmente com ela, mas enviei um torpedo pela internet, anonimamente, relatando sobre seu odor forte nas axilas, explicando o que estava acontecendo, sem criticar , mas querendo ajudar.Isso foi um santo remedio, pois no outro dia essa pessoa foi trabalhar sem nenhum forte odor, e ao contrario, muito cheirosa por sinal, o bom foi que a mensagem que o feedback deu resultado, mesmo que não sendo pessoalmente.Essa pessoa voltou a conviver tranquilamente no ambiente de trabalho, sem mais provocar irritação nos seus colegas.
segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Porque as empresas não informam o motivo que o candidato não foi aprovado?





Não existe nada pior do que você estar participando de um processo seletivo a meses e no final, receber um telefonema que você não foi aprovado, porque não tinha o perfil da vaga, claro que você fica frustrado  se questionando, mas onde foi que eu errei, porque eu não tenho o perfil, no que tenho a melhorar? e essas indagações não tem resposta, pois simplesmente as empresas não tem essa preocupação com o candidato de dar o feedback, informando como foi seu desempenho durante o processo seletivo e o motivo porque não foi aprovado.


Quando faço processo seletivo e percebo que algumas pessoas não tiveram um desempenho positivo e que alguns aspectos precisariam melhorar, eu fico bastante preocupada, pois gostaria muito de dar um retorno e conversar com a pessoa para analisar alguns pontos que ela tem a melhorar. Mas infelizmente a empresa que trabalho não tem esse procedimento, eu acho uma pena, pois perdemos muitos candidatos bons, devido a pequenos erros cometidos durante o processo seletivo.


A dica que eu dou aos candidatos, é que desde quando você chega na empresa até o momento de saída, você está sendo avaliado, tem que ter postura e educação, saber se comportar, pois algumas pessoas deixaram de ser aprovados, porque na hora do preenchimento da ficha de inscrição, começaram a falar alto, dizer palavrão, sendo que não sabiam eles que naquele momento também eles estavam sendo avaliados.


Também teve alguns casos que os candidatos não foram aprovados devido a postura corporal, minha vontade era de eu poder dar  o livro "O corpo fala", porque você não pode de forma alguma numa entrevista de emprego, sentar de qualquer forma, como se estivesse em casa.


São atitudes simples que poderiam ser evitadas novamente se as empresas tivessem essa preocupação de informar o motivo porque o candidato não foi aprovado para aquela vaga, pois se ele não saber onde errou, não tem como ele se auto avaliar, o feedback é muito importante, pois o candidato um dia pode tornar seu cliente. Apesar que eu sei que as vezes fica um pouco  pouco inviável dar o retorno para todos, mas acho que daria sim para dar pelo menos aqueles que chegaram ate a etapa final da seleção, pois seria de grande ajuda para o candidato poder melhorar suas habilidades e competências.

O que retém talentos?




Cada dia mais é possível notar gerentes e profissionais de recursos humanos preocupados com planos de retenção de talentos, pois o mercado, cheio de possibilidades, está tornando mais fácil a rotatividade daqueles profissionais insatisfeitos.

O dinheiro já não é mais o principal chamariz dos profissionais qualificados, que buscam possibilidade de crescimento e aprendizado dentro das organizações. Se nossos pais e avós acreditavam na importância da estabilidade, hoje, os jovens querem satisfação profissional e pessoal.
 
Segundo o Dieese, Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, a média de permanência dos trabalhadores numa mesma companhia na Região Metropolitana de São Paulo é de cinquenta e sete meses, ou seja, aproximadamente cinco anos. Além disso, dados recentes apontam que o Brasil ocupa a segunda posição no mundo em intenção de mudança de emprego entre os executivos e a pesquisa A Contratação, a Demissão e a Carreira dos Executivos Brasileiros (Catho Online, 2009) indica o aumento do número de profissionais que recorrem a sites deanúncios de vagas e currículos à procura de recolocação.
 
O consultor internacional da MOT (Mudanças Organizacionais e Treinamento), Alfredo Castro acredita que este fenômeno é resultado da sensação que as pessoas têm hoje de que a permanência em uma mesma empresa é uma coisa ruim, o que ele considera mito. “As pessoas acreditam que deveriam ficar apenas dois ou três anos em uma mesma organização, mas isso apenas deveria ser assim se a empresa não traz mais desafios, se não tem mais motivações”, aponta.

Pensadores como Alvin Toffler (1971) e Zygmunt Bauman (2001) apontam que caminhamos rumo a um mundo que tende à efemeridade, à fluidez e à redução do tempo dos relacionamentos humanos. Nosso cotidiano é marcado pela rotatividade e pela transitoriedade, ou seja, encontram-se cada vez menos relações duradouras na sociedade. Namoros, casamentos e amizades são cada vez mais instáveis. Da mesma forma, os bens de consumo são cada vez mais descartáveis, reflexo da produção e da comercialização indiscriminada de produtos, também tornados efêmeros.

 
Ainda assim, especialistas entendem que a retenção de talentos é possível. Para o CEO doInstituto MVC, Costacurta, é preciso que as empresas mostrem aos profissionais a possibilidade de futuro, pois desta forma terão motivos para permanecer na organização. “Especialmente para as gerações mais novas, é importante mostrarmos que podem inovar e crescer. O profissional precisa ter autonomia, ter a chance de errar por tentar, e não por não fazer” afirma.
 
Castro também acredita que as empresas não devem se preocupar apenas com a retenção, mas com a atração por meio da abertura para novas ideias e de benefícios para o colaborador. “As empresas tem que mostrar porque é bom para o funcionário estar ali”, aponta.
 

Vantagens e maneiras de reter funcionários:

Uma das vantagens da retenção de profissionais é a eliminação de novos custos com seleção, treinamentos e tempo de adaptação. Mas para que exista a retenção, inicialmente é preciso que a seleção tenha critérios rigorosos não apenas quanto à qualificação técnica dos candidatos, mas também em relação a suas características comportamentais.

O grande erro das empresas é focar muito no currículo do profissional e não medir o grau de divergência entre o perfil buscado pela empresa e o perfil apresentado pelo candidato. Isso pode causar um choque que resultará em insatisfação, e provavelmente afastamento deste funcionário, que acaba permanecendo pouco tempo na organização”, avalia Costacurta.
 
Outro problema que resulta na perda de talentos, para Castro são os problemas com superiores. “Programas de liderança podem ajudar na retenção, pois 70% das pessoas que deixam uma empresa estão na verdade deixando seu líder, seu chefe, e não a empresa de fato”, garante.
 
Costacurta também aponta que um bom trabalho do líder pode ajudar na permanência do funcionário. “Existem escalas de necessidades. Nem todo mundo precisa das mesmas coisas do mesmo jeito, e os chefes podem avaliar isso e trabalhar de forma a adaptar, customizar o tratamento de acordo com o que seus colaboradores precisam”, afirma.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

As Dez profissões que não existem mais


Com a tecnologia avançando a cada dia, o mundo está em constante mudança, o que era moda a um ano atrás, hoje em dia já está obsoleto. Temos que acompanhar a evolução nesse mesmo ritmo frenético, se não ficamos ultrapassados. Foi o que aconteceu com algumas profissões de antigamente, que não conseguiram acompanhar o boom da tecnologia e foram ou estão praticamente extintas. Trago para vocês algumas profissões que já foram importantes no passado, e hoje em sua grande maioria não existem mais:


  • Bobo da corte:  bufãobufo ou simplesmente bobo é o nome pelo qual era chamado o "funcionário" monarquis encarregado de entreter o rei e rainha e fazê-los rirem. Muitas vezes eram as únicas pessoas que podiam criticar o rei sem correr riscos.







  • Leiteiro:  é uma pessoa, tradicionalmente homem, que entrega leite em garrafas de leite ou em caixas de papelão. A entrega de leite, frequentemente, ocorre de manhã e não é raro eles entregarem outros tipos de produtos além do leite, como: ovos, queijos. O termo "leiteiro" é usado para referir-se quanto ao homem ou mulher que exerce esta profissão.





  • Fotográfo Lambe Lambe também conhecido como fotógrafo de jardim, por utilizar muitas vezes um jardim para o fundo das fotos, é um profissional em extinção. Era comum encontrar esses profissionais  nas praças encapuzados e quase fundidos à caixotes sobres tripés, verdadeiras maravilhas da síntese que unia a câmara ao laboratório.






  • Datilográfo: Aquele que escreve à máquina, depois do surgimento do computador, praticamente  foram substituídos pelos digitadores.




  • Cocheiros:  Era a pessoa responsável por conduzir os cavalos em uma carroça ou carruagens. Eles eram uma especie de motorista para a nobreza.




  • AlfarrabistasO que compra e vende alfarrábios (livro antigo ou velho).Coleccionador de livros antigos (in  "Dicionário técnico de termos alfarrabístico






  • Telegrafista:  O telegrafista era o profissional responsável por transmitir e receber mensagens por meio de um código próprio, conhecido como código Morse, em homenagem a seu inventor, Samuel Morse. 


  • Pinsetter tinha como função recolher e organizar os pinos derrubados depois de um arremesso de bola no boliche, e deixá-las certinhas para o próximo jogador. No entanto, em 1952 um sistema automático começou a ser usado para este fim, e os organizadores de pinos deixaram de ser contratados.




  • Pianista de CinemaNa época em que o cinema ainda era mudo, pianistas eram contratados para fazer a trilha sonora dos filmes e deixar o público mais interessado durante as exibições dos filmes.  A profissão foi popular até 1929.



  • CalceteiroOperário que calça as ruas com pedras justapostas; empedrador. É provavelmente  uma das mais antigas profissões conhecidas. Atualmente a maioria das cidades tem suas ruas cobertas por asfaltos, uma técnica mais barata, porém nem tão bonita.



Fonte de pesquisa: Wikipedia
quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Programa Nova Geração PwC 2012



A PwC é um network global de firmas separadas e independentes que trabalham de forma integrada na prestação de serviços de Assessoria Tributária e Empresarial e de Auditoria.

O Programa Nova Geração PwC é um processo seletivo de trainees diferente do que há no mercado, pois selecionamos candidatos que ainda estão cursando a faculdade, além dos que já estão formados há no máximo dois anos.

Anualmente, procuramos jovens talentos para fazerem parte da Nova Geração PwC; e os selecionados já são contratados como funcionários efetivos.

O que vocês estão esperando, corra rápido, pois as Inscrições é até 20 de Novembro de 2011. Para mais informações sobre o Programa acesse:  http://www.pwc.com.br/novageracao


Agenda do Recife

REVISTA VOCÊ RH

Google+ Badge

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Consultoria de RH

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Me leve com você!

Adicione seu Email

E-book

E-book

COMPRAR E-BOOK

Tradutor

Translator

    English French
    German Spain
    Italian Dutch
    Russian Japanese
    Korean Arabic