http://br.jooble.org/

Siga-me no Twitter

Me leve com você!

Visitantes

Download

Postagens populares

Venha para Facho

PageRank

Verifique o PageRank de qualquer página da web instantaneamente:
  
Esta ferramenta gratuita é fornecida por MestreSEO.

SOS NATUREZA

SOS NATUREZA

Seguidores DIHITT

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Psicóloga, Blogueira, adepta da meditação e alimentação saudavel. Experiência em empresas da área de mineração, bancacaria, varejo e consultoria de RH, habilidade em recrutamento e seleção, rotinas de departamento pessoal, habilidade para aplicação de testes para ingresso em empresas, treinamento, capacitação e avaliação de pessoal. Empática, localizo prioridades de cada pessoa para melhor aproveitamento. Comunicativa e pró ativa. Pontos fortes: criatividade, solução de problemas, facilidade social. Analiso os elementos internos e externos holisticamente na tomada de decisões. Focada sempre nas metas e resultados.

"Pessoas bem sucedidas"

Pessoas bem sucedidas procuram soluções quando encontram um problema pela frente. Não perdem tempo se queixando, porque vêem os problemas como oportunidades de se superarem. Assim, as pessoas bem sucedidas são, normalmente, aquelas que acham soluções - enquanto o resto se queixa.

Blogger Themes

Pesquisar neste Blog

Pages

sábado, 30 de abril de 2011

Você acredita que um mestrado ou MBA torna um funcionário melhor?





As políticas de ensino variam muito entre as empresas. Algumas pagam integralmente qualquer curso que o funcionário queira fazer, mesmo que não tenha nada a ver com o negócio. Outras subsidiam uma parte, mas apenas dos cursos que tenham relação com o dia a dia do empregado. E há as empresas que defendem que a educação é ainda responsabilidade de cada um, permanecendo fora do custeio. A revista VOCÊ RH perguntou a alguns executivos de RH quanto um mestrado ou um MBA pode modificar o profissional a ponto de trazer ganhos para a empresa, independentemente de quem deve arcar com essa despesa. Veja a seguir as respostas de:


“Eu acredito que todo processo de aprendizado torna uma pessoa melhor. Não necessariamente tem de ser um MBA ou um mestrado, mas tem a ver com o propósito do profissional. Tem gente que acha que o curso é só um meio de conseguir promoção ou aumento de salário — e não tem valor algum. O valor está em como pôr isso na prática, em aplicar o que foi aprendido. Viagem, leitura, MBA, toda essa gama de conhecimentos, se o funcionário está aberto ao aprendizado, tem valor enorme. Quando faz um curso fora da empresa, o colaborador troca experiência com gente de outras instituições. Ele sabe o que está acontecendo na empresa A, B ou C, escapa do comodismo e das frases prontas — e ganha consistência profissional. Em resumo, o mais importante é a atitude: podemos ter uma pessoa cheia de títulos, mas que não é capaz de repassar o conteúdo, não transforma o ambiente onde está e não aproveita nada.”ADRIANA TIEPPO -Diretora de RH da Boehringer


“Eu acredito que graduação ou pós-graduação amplia a visão do funcionário sobre um negócio. A pessoa que escolhe o mestrado se interessa por dar aula, ou por fazer uma pesquisa mais aprofundada, por exemplo. Já o MBA é mais abrangente, serve para trocar experiência com os outros profissionais, ampliar a visão e trazer novas ideias para o negócio. No Carrefour, quando fazemos um curso interno, percebemos maior integração entre os funcionários, porque eles observam a realidade de diversas áreas: o funcionário do financeiro discute com o de operações, que discute com o de marketing. Temos um comitê que avalia a performance dos profissionais e comprova que as pessoas que investem na preparação acadêmica acabam tendo um desempenho melhor do que as outras.” MARIA CAROLINA BRASIL BORGHESI- Diretora de RH do Carrefour



Eu penso que o mestrado e o MBA dão margem para o funcionário navegar e desenvolver-se por outras áreas, obtendo conhecimento variado. Quando o funcionário está numa determinada área, num determinado local, seu conhecimento fica restrito àquele meio. Então, o curso acadêmico permite que ele conheça outras competências. O profissional de RH, por exemplo, aprende algo de finanças, produção e logística, e isso consequentemente amplia seu conhecimento. E daí, quando uma dessas áreas for citada, ele consegue conversar sobre o assunto, ilustrar com práticas efetivadas de determinada empresa, ou de modelos construídos dentro dos cursos. Via de regra, as pessoas fazem o trabalho de conclusão de curso ligado à sua atuação, mas na minha cabeça elas não precisariam fazer isso. Eu vou na linha do ampliar conhecimento, promover conhecimento diferente.” ROBERTO TONIOLI - Diretor de RH da Klabin



Fonte: 


sexta-feira, 29 de abril de 2011

Vagas em Recife para a Construtora PROPAV



Seguem algumas vagas de emprego para quem quiser ingressar no ramo de construção civil. Os interessados encaminhar currículo até o dia 02/05 com nome da vaga para: aline.feitosa@propav.eng.br ou  oportunidades.construcaocivil@gmail.com.


  • Almoxarife
> Pré requisito: Ensino médio Completo ou Superior em andamento com 
> Experiência em Edificações.

  •     Comprador
> Superior em andamento ou concluído nas áreas de administração e 
> logística com experiência em edificações

  •  Técnico de Segurança do Trabalho
> Formado em técnico de Segurança do Trabalho e com experiência em Edificações.

  •  Mestre de Obras:
> Com ensino médio completo e com experiência em Edificações.

  •  Vigia:
> Experiência como Vigia e residir próximo a Casa Forte.
 
  •  Estagiário de Engenharia Civil:
> Cursando superior em Engenharia Civil

  •  Analista Financeiro:
> Ensino superior em Administração ou Ciências Contábeis, experiência 
> como Analista de contas a pagar,a receber,faturamento...Faixa salarial :1.200,00 à 1.800,00 e alguns benefícios.

  •  Analista de R&S
> Ensino superior completo em Psicologia, com experiência em  recrutamento e seleção.

domingo, 24 de abril de 2011

Passeio Cultural

Nesse corre corre do dia a dia, onde as pessoas estão mais voltadas para o trabalho, esquecendo delas mesmas, temos que ter o discernimento de saber que ninguem vive apenas para trabalhar. Para termos sucesso na nossa carreira, não precisamos passar 14 horas trabalhando, e sim temos que ter foco e proatividade de fazer com que as 8 horas de trabalho seja produtiva.



XII EXPOSIÇÃO DE ARTES DO IMIP




É muito importante que tenhamos algumas horas de lazer, onde temos momentos de relaxamento, diversão e até conhecimento, pois é nessas horas que a criatividade aflora. Numa dessas minhas horas de lazer, tirei uma tarde para fazer um passeio cultural, sou apaixonada por obras de artes e exposição cultural. Fui ao Recife Antigo onde visitei o Centro cultural dos Correios e o Centro Cultural Santander.

Centro cultural dos Correios



POSTAES: A Correspondência Afetiva na Coleção Liêdo Maranhão




“A Natureza em selos- O meio ambiente somos nós.”






Vem ver o Lambe-Lambe





Esse passeio foi fantástico e o melhor de tudo foi totalmente grátis, recomendo a todos, assim que tiver uma folguinha, vale a pena conferir essas exposições. Pois a cultural enriquece a alma humana.


Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife
50031-970 - Recife – PE
Telefone: 081 3224 5739 / 3424 1935



Santander Cultural  Recife

Av. Rio Branco, 23 – bairro do Recife
Recife – PE
Tel. 81-3224-1110
Fax 81-3224-0871




quinta-feira, 21 de abril de 2011

As melhores e piores empresas em Responsabilidade Social


Nos dias atuais as empresas cada vez mais se preocupam em ter na sua missão a responsabilidade social, a sua prática, deve ser encarada como uma forma criativa e inovadora de gestão empresarial, pois atualmente as dificuldades sociais não são mais problemas exclusivos dos estados e governos, eles passaram a ser divididos com a iniciativa privada.As empresas não só estão pensando no lucro e sim no bem estar social, querendo fazer parte dessa problemática e inserir-se nesse contexto.Mas nem todas as empresas ainda estão nesse caminho, por isso a Market Analysis, instituto de pesquisa de mercado e opinião pública, apresentou os resultados do levantamento que aponta as melhores e piores companhias em Responsabilidade Social atuantes no país.


  • Entre as mais bem avaliadas estão :

1. Petrobrás (19,8%),

2. Coca-Cola (4,8%)

3. Vale do Rio Doce (3,8%).

4. Bradesco, Votorantim, Natura, Fiat, Sadia e Azaléia

  • Entre as empresas classificadas negativamente:

1. Parmalat lidera com 10,6%

2. Souza Cruz (5,8%)

3. Telemar (5,3%).

4. Mac Donald's, Telefônica e AE Cedae (1,9%)
segunda-feira, 18 de abril de 2011

Mais tempo para o seu papel de mãe







Você é, ou conhece, uma super-mulher? Bom, assim como toda boa heroína, ela tem inúmeras funções: cuida da casa, trabalha, estuda, sai com as amigas, vai à academia, viaja, lidera projetos, soluciona problemas, sabe cozinhar e, acima de tudo, cuidar de você! Essas são as características básicas requisitadas para exercer o papel de mãe. Conhece alguém com esse currículo? Se você é mãe, provavelmente se identificou com pelo menos metade desses quesitos. Se você não tem filhos, deve estar pensando: minha mãe é assim.

A grande questão para essa “heroína” é: como conciliar a vida moderna e o tempo para curtir os filhos? Com um pouquinho de planejamento e soluções criativas, é possível solucionar esse quadro. Primeiro, conscientize-se de que não é só você quem não tem tempo para seus filhos, pois hoje, a maioria das mães compartilha da mesma dificuldade. Segundo, não aceite esse problema como uma desculpa para deixar os filhos de lado. Nenhum sucesso profissional vale o peso de um fracasso na sua família! É Necessário criar tempo para os filhos, e isso significa alterar um pouco sua escala de prioridades e também reforçar seu planejamento pessoal.

Entenda que suas demandas são ilimitadas, e que trabalho vai sempre existir em abundância, mas seu tempo para cumprir tudo é limitado. Isso significa que você precisa limitar seu tempo ao trabalho, caso contrário, ele irá ocupar todo seu espaço disponível. Comece selecionando pelo menos um dia por semana que serão sagrados na sua rotina (algo como aquela sexta-feira que o homem define como o “dia sagrado do futebol com os amigos”).

Se você escolher, por exemplo, a quinta-feira, nesses dias evite lotar a agenda, planeje metade do que costuma planejar, procure agendar reuniões com bastante distância da hora de ir embora, resolva as tarefas mais complexas na parte da manhã e prometa para você mesma que vai sair no horário, custe o que custar.

Chegando em casa no horário e com um dia mais leve, você deverá estar mais descansada e terá tudo para exercer seu papel de mãe de forma mais descontraída (e não apenas o papel de mãe que fica cobrando lição ou dando banho). O que significa de forma mais descontraída? Significa surpreender seu filho com coisas que geralmente você não faria durante a semana – porque geralmente você vive cansada e estressada devido ao dia-a-dia corrido, como por exemplo, ver um filme que ele goste; ir passear no parque; assistir ele andar de skate ou de bicicleta ou talvez jogar um jogo!

A ideia de jogar algo tem sido muito bem aceita pelas leitoras do meu blog. Vá com seu filho a uma loja de brinquedos e escolha um jogo de tabuleiro, algo parecido com o Imagem & Ação, Banco Imobiliário, etc. Sente com ele, convide seu marido ou familiares e passe uma ou duas horas jogando de verdade com seu filho. Minha esposa fez isso com nossos filhos, e a experiência foi incrível! Ficamos horas brincando de Banco Imobiliário, sem TV, computador ou vídeo game. Um tempo de família como poucas vezes o dia-a-dia agitado deixa acontecer. Experimente!

O papel de mãe é algo único, uma oportunidade que passa rápido demais para quem não conseguir aproveitar. De que adianta um futuro brilhante para seu filho se ele não tiver memórias brilhantes com a mãe dele? Será que ele vai contar para seus bisnetos que ele realmente aproveitou o tempo com você ou se arrependerá de não ter tido esses momentos? Você tem infinitas chances de mudar o seu futuro e nenhuma oportunidade de alterar seu passado. É o hoje, vivido com sabedoria e alinhado com o futuro, que fará a diferença lá na frente! Pense nisso, e feliz Dia das Mães.

Fonte:Mais tempo para o seu papel de mãe – Christian Barbosa - Jornal Carreira e Sucesso
quinta-feira, 14 de abril de 2011

Conectados e desconectados pelo Facebook




Por: Nicolai Cursino

Duas e meia da manhã e me sento na frente do computador para escrever esse artigo, já que não posso conter meus inúmeros pensamentos despertados pelo filme a “Rede Social”, que conta a história da criação do Facebook, que acabei de assistir no meu DVD há algumas horas atrás.

Tentei meditação, chá de camomila e até o saxofone do quinteto onze e meia na Globo e hoje, excepcionalmente, me parece impossível dormir sem compartilhar algumas das intrigantes questões que me surgem ao observar a retrato contado de Mark Zuckerberg, o mais jovem bilionário da atualidade.

Como podem a avareza e abundância andarem tão próximas? Enfim, é preciso ter um pensamento infinitamente abundante para enxergar o mundo como um pequeno quintal e criar, da frente de um laptop, uma maneira de conectar milhões de pessoas em todos os cantos.

Mas o que há na verdade de conexão no Mark Zuckerberg mostrado no filme? Afundando em seu mundo mental, mergulhado em uma brilhante avalanche de pensamentos rápidos, geniais, equações e algoritmos, poderíamos perguntar, a quem de fato ele está conectado?

Certamente não às outras pessoas, já que demonstra uma gritante incapacidade de se relacionar com a namorada da maneira mais básica que um ser humano faria, incapaz de se conectar com seus supostos amigos mais próximos, com quem no máximo troca novas teorias, mas nunca, um sentimento, uma dificuldade ou uma alegria.

Arrisco-me a dizer, que no momento em que mergulha em seus mais poderosos insights mentais, olhando pela janela como se não houvesse ninguém ali, Mark Zuckerberg não parece nem conectado ao seu próprio corpo. De certo ele não está ali. Seu corpo está, mas sua mente está tão longe que deixa de ser uma única pessoa.

Mais desconectado ainda está o seu coração. Seu coração, fisicamente tão conectado bem no meio do seu peito, é inalcançável para sua experiência. Ele não parece apto a experimentar o enorme medo de não ser aceito, a insegurança em ser amado, sua infinita solidão. No meio de sua juventude não há festas, não há beijos, não há choros e não há compartilhar.

Se a vida fosse um raríssimo vinho, Mark Zuckerberg já teria lido sobre ele, sua origem, seus aromas, sua composição química e o PH de seu líquido, mas não teria tido a ousadia simples de dar um gole. Se a vida fosse uma longa e sinuosa estrada, ele certamente teria estudado seu mapa e conheceria o caminho, mas não teria dado um só passo nela. Projetaria um GPS se fosse preciso.

Um bilhão de dólares foi uma das ofertas recusadas pelo Facebook, antes mesmo de Mark completar seus 30 anos. Isso é abundância? Com certeza é abundância material. Uma quantidade absurda de cifras que colocaria qualquer um de nós em aposentadoria imediata, com direito a carregar quase todo mundo que a gente conhece.

O que eu vi no filme, era abundância de vida? Certamente que não. Em um mundo tão fechado pelos pensamentos, a vida parece acontecer lá fora. Como se fosse um videogame, estamos protegidos, pois há sempre uma vida extra. Centenas de vidas extras e nenhum contato.

E eu me lembro do velho clichê “cuidado com o que você deseja, que você pode acabar conseguindo”, e acho muito importante que seja levado a sério. Eu desejo abundância financeira em minha vida. E desejo também abundância espiritual, abundância de amigos, abundância de realização, abundância de amor.

O que eu acredito ser uma escolha sábia de carreira e sucesso envolve tudo isso. O que é sucesso para você? Cuidado, um bilhão de dólares pode ser muito pouco para preencher sua solidão. O que é uma boa carreira? Cuidado, tornar-se um jovem CEO pode não evitar que sua vida pareça sem sentido, depois de alguns anos.

Pare agora para sentir o que move a sua alma, o que te preenche. Pare agora para sentir o que você deseja construir neste mundo pelo seu trabalho. E então consiga o seu Bilhão. E então consiga a sua sala da presidência.

A distância entre você e a outra pessoa é do tamanho da distância entre você e você mesmo, não importa o número de links no seu computador.

Desconecte-se dos seus pensamentos. Conecte-se ao seu coração. Conecte-se ao seu corpo. Conecte-se às pessoas. Conecte-se a si mesmo.

Compartilhados os pensamentos, é hora de dormir. Mas não antes de postar este mais novo artigo no meu Facebook. Afinal, não dá mais pra viver assim, tão desconectado.

*Nicolai Cursino é consultor, treinador e palestrante em desenvolvimento humano e liderança, com foco no crescimento sustentável das pessoas e das empresas. Sua atuação abrange América Latina, Estados Unidos e Europa. É sócio-diretor da Iluminatta Brasil Desenvolvimento Humano.
Fale com ele escrevendo para:
nicolai@iluminattabrasil.com.br

sábado, 9 de abril de 2011

Campanha: Respeito Sim! Bullying Não!



Quero fazer essa campanha para conscientizar as pessoas de que como é grave o BULLYING  e os estragos que podem fazer numa pessoa que sofre com isso. Temos que primeiramente respeitar e aceitar as diferenças, não é porque o outro não é igual a você, tem gostos e aspectos diferentes, essa pessoa não merece ser insultada, xingada,  violentada. Eu já sofri de bullying na infância, não existe coisa pior, mas graças a Deus, tive equilibro e personalidade suficiente para dar volta por cima, e não deixei que esses deliquentes que praticaram o bullying comigo, tirasse minha autoestima, ao contrário, tive forças suficiente para lutar e provar a todos que eu não era nada aquilo que eles me xingava, hoje estou onde eu estou e eles com certeza não devem está em lugar nenhum.


Mas infelizmente nem todas as pessoas que são vitimas de bullying, agem dessa forma que eu agi, muitas se revoltam, ficam introspectivas, com problemas psicológicos, algumas cometem suicídios e crimes bárbaros, como no caso da escola em Realengo. Isso tudo poderia ter sido evitado, se as pessoas não cometessem o bullying, respeitando e sabendo conviver com as diferenças.As consequências desse ato  para quem sofre, estão desde crises de choro à depressão. A vítima pode apresentar problemas de pressão, pânico e outras doenças psicossomáticas, além de ter a capacidade de produção reduzida".Quem sofre ou conhece vitima do bullying, denuncie, não aceite calado essa agressividade física e mental que causa vários danos a vitima.

E você, já sofreu bullying ou conhece alguém que já sofreu? Se sim, tem que denunciar, procurar ajuda psicologica e ajudar a reverter essa história. Com simples gestos podemos fazer  diferença e ajudar a salvar vidas.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Plante Árvore



Começa hoje, o bazar beneficente organizado pelo (IBF) Instituto Brasileiro de Florestas.
Os produtos comercializados são para mobilizar recursos destinados a recuperação de áreas degradadas e auxiliar às famílias de coletores de sementes de árvores nativas (Viveiro Familiar).

Os produtos custam de R$1 a R$30, parte do valor é subsidiado por empresas parceiras do IBF. Os produtos são ecoeficientes e beneficente, lá você vai encontrar: lembranças ecológicas, brindes, árvores nativas para presente e muito mais.
Anote o endereço : www.ecomimo.com.br.

Sobre o IBF

O IBF – Instituto Brasileiro de Florestas é uma associação sem fins econômicos que tem como foco de trabalho o apoio ao reflorestamento e a proteção de florestas nativas. Fundada em 2006 pela Família Aquino, atualmente congrega a maior rede de produção de mudas florestais nativas do Brasil, localizada nos estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, produzindo mudas de árvores do bioma Mata Atlântica e Cerrado para todo o país.

Nossa missão é desenvolver projetos socioambientais, envolvendo pessoas e empresas que tenham por finalidade a recuperação de florestas nativas. O IBF atua ativamente para o desenvolvimento do setor ambiental brasileiro, ajudando proprietários rurais e empresas na gestão e execução de projetos e programas socioambientais.


                                   Faça sua parte, divulgue para os amigos e parentes!

                                                              Juntos fazemos a diferença.
terça-feira, 5 de abril de 2011

As áreas de trabalho mais promissoras em 2011



O ano de 2011 deverá ser mais promissor para setores ligados diretamente ao desenvolvimento do país, segundo especialistas em mercado de trabalho ouvidos pelo G1. O bom desempenho da economia brasileira aumenta a demanda por mão de obra qualificada para áreas como infraestrutura, energia, telecomunicações, tecnologia e óleo e gás.
Além dos segmentos diretamente relacionados ao crescimento econômico, os especialistas lembram também a tendência de forte alta na área de bem estar social, o que envolve desde sustentabilidade e meio ambiente até saúde e estética.
ÁREAS PROMISSORAS PARA 2011
  • Área comercial e internet
  • Tecnologia da Informação (TI) e comunicação
  • Telecomunicações
  • Varejo e consumo
  • Sustentabilidade, meio ambiente e saúde
  • Energia
  • Construção civil
  • Óleo e gás
  • Setor farmacêutico
  • Infraestrutura e transporte
  • Setor contábil, fiscal e financeiro
  • Recursos humanos
  • Setor farmacêutico

Candidato deve buscar atender mercadoNa hora de mirar um setor para buscar trabalho, não basta olhar apenas para a tendência de crescimento. Especialistas afirmam que os candidatos devem estar qualificados e preparados para essas vagas. “É preciso estar atento ao mercado e buscar aperfeiçoamento profissional”, afirma Selma Morandi, diretora do Grupo Foco. Alexia Franco, líder da operação da Hays no Rio de Janeiro, afirma, ainda, que cada candidato deve estar atento ao segmento onde atua, pois cada setor tem sua necessidade. A especialista dá a dica para profissionais de áreas técnicas buscarem experiência na elaboração de projetos. “Tudo depende de projetos atualmente. É preciso saber lidar com cronogramas.”
Alexia destaca a importância de adquirir certificações. Um segundo idioma, principalmente o inglês, também é um investimento importante, segundo a especialista. “Muita gente não investe no inglês e fica para trás."
ProatividadePara Alexia, porém, os candidatos precisam ter proatividade e ir atrás do mercado. “Tem muito profissional passivo. É preciso ler jornal, ver as empresas que estão em alta. Quem busca a carreira é o executivo”, diz


Selma concorda e destaca que o importante é estar sempre atualizado em relação às tendências e não esperar que a oportunidade “caia no colo”. É importante, também, ter autoconhecimento para saber o que gosta de fazer e “ir trilhando o caminho”, lembra Alexia.
 Fonte:G1

domingo, 3 de abril de 2011

Não cometa erros na entrevista de emprego







Este é, sem dúvidas, o estágio crucial em um processo de seleção. É neste momento que o profissional tem a liberdade de expor de maneira particular suas competências, experiências e as formas de pensar e agir. Porém, nesta parte tão importante do processo de recrutamento, muitas pessoas cometem falhas inconcebíveis pelos recrutadores e que podem comprometer o seu desempenho.

O primeiro passo é ir vestido adequadamente. Errar na vestimenta é uma grande gafe, então recomenda-se o uso de roupas discretas. Para os homens, ternos escuros e barba bem feita; para as mulheres, “terninhos” em cores como preto e azul marinho, evitar maquiagens excessivas e decotes. O profissional deve chamar atenção exclusivamente pelo conteúdo apresentado na entrevista. Apesar de certos tipos de vestimenta serem mais toleráveis em algumas empresas e setores do que outros, cabe, no dia, se vestir de maneira mais apresentável. “Independente do ramo de atuação da organização, raramente o entrevistador vê com bons olhos quem chega mais despojado para o processo de seleção”, relata Cíntia Bortotto, consultora da Consultoria de RH. Na dúvida, ela afirma que é mais indicado que o profissional mantenha um traje um pouco mais conservador, do que arrisque por um mais liberal.

Durante as entrevistas também é indicado que o candidato use o palavreado de maneira adequada. Evitar gírias e não utilizar palavras de baixo calão é primordial. O profissional deve saber que está se apresentando e conhecendo o recrutador naquele momento e que será avaliado o tempo todo. O tom de voz é também uma gafe que pode ser evitada. Falar baixo demais denota falta de energia e insegurança, e se expressar com a voz em tom muito alto remete à agressividade. “Usar um tom de voz firme é o mais recomendado. Isso passará segurança e confiança ao selecionador”, indica Cíntia.

O processo de uma entrevista é configurado para que o profissional seja avaliado. O nervosismo neste momento é natural e permitido, pois os entrevistadores sabem que os candidatos estão sob pressão. De acordo com a Professora Mariangela Maglioni, da Veris Faculdades, os erros mais recorrentes tem relação com a falta de atenção do candidato: “ele se perde com algum detalhe de ambiente ou com o grande vilão, o aparelho celular. Por conta do nervosismo, a pessoa demora a achar o aparelho quando toca, perde o foco e o ritmo da entrevista”.

Ter conhecimento sobre a empresa na qual está se candidatando também é um ponto fundamental para o profissional obter sucesso na seleção. Pesquisar sobre o negócio da empresa, entrar no site, ler materiais e assuntos relacionados à atuação da organização, contam pontos para o candidato. “Um fator que considero extremamente prejudicial é quando, claramente, a pessoa não sabe nada sobre a empresa. Isso demonstra um baixo nível de interesse”, aponta Cíntia Bortotto. Professora Mariangela reforça e diz que é importante para o candidato saber a razão de estar na entrevista, qual a contribuição que vai oferecer para aquela vaga e, caso não possua esta visão e objetividade, se transforma em um ponto negativo em todo o processo.

Intolerância

Algumas gafes e falhas são consideradas eliminatórias, segundo especialistas. Mentir no currículo é uma delas, pois o selecionador saberá identificar, no ato da entrevista, as informações que são verídicas ou não. Na maioria dos processos atuais as respostas são avaliadas com base nas competências do profissional e isto faz com que sejam identificados comportamentos do passado que prevejam atitudes futuras. “Como, atualmente, as características mais valorizadas pelas empresas são baseadas no comportamento dos colaboradores, a entrevista presencial é o momento em que muitas destes pontos podem ser identificados”, explica Mariangela.

Falar mal das empresas pelas quais passou pesa negativamente para o candidato. O recomendável é estudar e alinhar bem o discurso no ato de explicar a saída das companhias. “A forma como expressa os motivos de desligamento pode demonstrar maturidade, e explicar de forma verdadeira e imparcial é algo valorizado pelos entrevistadores”, diz a consultora de RH.

O exagero também pode ser um erro fatal. O excesso de demonstração de pró-atividade e de competências é prejudicial, pois, muitas vezes, estes profissionais pretendem assumir postos que estão aquém de sua trajetória na carreira.


Fonte: Não cometa erros na entrevista de emprego – Destaque - Jornal Carreira e Sucesso

Agenda do Recife

REVISTA VOCÊ RH

Google+ Badge

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Consultoria de RH

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Me leve com você!

Adicione seu Email

E-book

E-book

COMPRAR E-BOOK

Tradutor

Translator

    English French
    German Spain
    Italian Dutch
    Russian Japanese
    Korean Arabic

Arquivo do blog