http://br.jooble.org/

Siga-me no Twitter

Me leve com você!

Visitantes

Download

Postagens populares

Venha para Facho

PageRank

Verifique o PageRank de qualquer página da web instantaneamente:
  
Esta ferramenta gratuita é fornecida por MestreSEO.

SOS NATUREZA

SOS NATUREZA

Seguidores DIHITT

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Psicóloga, Blogueira, adepta da meditação e alimentação saudavel. Experiência em empresas da área de mineração, bancacaria, varejo e consultoria de RH, habilidade em recrutamento e seleção, rotinas de departamento pessoal, habilidade para aplicação de testes para ingresso em empresas, treinamento, capacitação e avaliação de pessoal. Empática, localizo prioridades de cada pessoa para melhor aproveitamento. Comunicativa e pró ativa. Pontos fortes: criatividade, solução de problemas, facilidade social. Analiso os elementos internos e externos holisticamente na tomada de decisões. Focada sempre nas metas e resultados.

"Pessoas bem sucedidas"

Pessoas bem sucedidas procuram soluções quando encontram um problema pela frente. Não perdem tempo se queixando, porque vêem os problemas como oportunidades de se superarem. Assim, as pessoas bem sucedidas são, normalmente, aquelas que acham soluções - enquanto o resto se queixa.

Blogger Themes

Pesquisar neste Blog

Pages

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Se fosse para escolher entre viver um grande amor ou a sua profissão, o que escolherias?




Hoje em dia as pessoas querem cada vez mais se realizar profissionalmente, sacrificam sua vida pessoal, social, afetiva, tudo em nome do trabalho, pois o trabalho consome a maior parte do tempo, mas muitas vezes é muito gratificante, ser reconhecido como um bom profissional. Mas se fosse  para escolher entre viver um grande amor ou a sua profissão, o que escolherias?

Já passei por uma situação parecida, logo quando entrei na faculdade de psicologia, conheci uma pessoa muito especial, sentia que ele era o grande amor da minha vida. Começamos a namorar, sendo que tinha um grande obstáculo na nossa relação, ele morava a milhares de KMs de distancia, mas mesmo assim estávamos apaixonados e decidimos enfrentar a realidade, sendo que seis meses depois, ele me pediu para largar tudo aqui e ir morar com ele na sua cidade, para viver uma vida de madame, com o coração na mão, disse não, pois não poderia desistir assim tão fácil de um sonho, que é me realizar profissionalmente na psicologia, que eu amo tanto. O amor a minha profissão falou mais alto, mesmo eu não indo morar na sua cidade, ainda continuamos, mas depois de algum tempo, ele terminou, não deu mais certo. Mas não me arrependi, pois hoje já estou formada, cursando MBA  e construindo minha carreira profissional.

Na vida as vezes temos que fazer escolhas difíceis, não podemos ter tudo que queremos, temos que abrir mão de algumas coisas de muito valor sentimental ou material, mas tenho consciência de que se a gente perde agora, lá na frente ganhamos em dobro, e tudo que é nosso está guardado. Deus sabe o que faz e na hora certa ele nos presenteia, e tenho certeza se realmente ele for meu grande amor, iremos ficar juntos e o melhor de tudo eu já vou ter conseguido me realizar profissionalmente.

Mas mesmo eu escolhendo minha profissão, essa decisão é muito difícil, pois cada pessoa é singular e dar um a importância diferente ao amor e a profissão, temos que pesar o que realmente naquele momento é mais importante e acima de tudo fazer a escolha pensando em você, se realmente é aquilo que queres para sua vida e não pensando só em satisfazer o outro.

18 comentários:

Lady Sixties disse... [Responder comentário]

Eu escolho a parte profissional. Não que o amor não seja importante, mas penso como será meu futuro se eu não puder me sustentar? E eu não quero depender de ninguém! Vc tem razão: Se um dia encontrarmos a pessoa certa, tenho certeza que ela aceitará que sejamos felizes em ambas as partes!
bjs

Maria Marçal disse... [Responder comentário]

Mary..
Hoje já posso afirmar com propriedade que escolher uma profissão é o melhor.

Se não tivesse feito o concurso público que fiz ao me separar em 2006 estaria perdida.

Além disso, vejas que o amor não é passaporte infinito.

beijos, amiga

Maria Marçal - Porto Alegre - RS

Cecília disse... [Responder comentário]

Mari Linda!Como você explanou em seu artigo,somos seres singulares e damos pesos diferentes aos sentimentos ou profissão.Eu escolhi o amor e não me arrependo,pois depois pude correr atrás do meu lado profissional,ainda não atingi todas metas,mas a vida é feita de escolhas e esta foi a minha;mas não condeno quem faz ou fez diferente cada um de nós é capaz de discernir o que é melhor para si.
Bjos

Valéria disse... [Responder comentário]

Mary, acredito que quando alguém nos pede para desistir de nossa vida para viver aquilo que ela quer que vivamos,não é amor verdadeiro. Eu jamais desistiria da minha vida....
Beijo no coração

Jucifer disse... [Responder comentário]

mas bah eu ainda num passei por isso
mas a situação parece bem complicada
ms acho q eu como tu num abriria mão
pra viver um amor q poderia num ser bem amor
o amor é uma ponte de insegurança
aos meus olhos
e deixar de viver seus sonhos pra viver sohos alheios da naum tchê

Guria amei a questão
mais uma liçao de casa feita hehe
bjim guria

Jackie Freitas disse... [Responder comentário]

Mari, minha miga linda!!!

Bem, eu não aceito relações com imposições. Para mim tem que haver equilíbrio nas decisões. Quando abrimos sempre concessões, estamos deixando de lado a nossa individualidade. Há situações em que esse tipo de decisão seja necessária, mas dentro de um bom senso e acordo entre o casal, afinal, viver a dois nem sempre é estarmos apenas com as nossas vontades atendidas e vice versa.
Em alguns momentos, viver um grande amor vale a pena...aí é uma questão de avaliar o que a sua vida pede no momento: amor ou carreira profissional? Conheço muitas mulheres bem sucedidas profissionalmente, mas que são frustradas no amor. Nunca se encontram e vivem com essa insatisfação que dinheiro e nem status profissional algum conseguem preencher... Assim também, como conheço mulheres que optaram em ser donas de casa dedicadas à família que após anos, amargam com a insatisfação pessoal por não ter se realizado profissionalmente. Então, minha flor, existem situações e situações para várias pessoas diferentes, com desejos diferentes...
Eu, graças a Deus consegui dosar as duas coisas numa boa, sem ter que abrir mão nem de uma e nem de outra. Mas aí, conta a forma de se posicionar no relacionamento.
Grande beijo, adorei o seu post, minha amiga!
Jackie

brfirefox disse... [Responder comentário]

Eu escolho vida profissional. Já escolhi a amorosa no passado e perdi uma chance de emprego no exterior onde hoje em dia poderia estar em um alto cargo.

Por isso atualmente me preocupo apenas com minha vida profissional!

Douglas Sousa disse... [Responder comentário]

Bom estou emparedado, pois de um lado tenho a vida profissional, um sonho que conquisto dia a dia pedacinho por pedacinho do outro lado tenho minha esposa, que vivo um grande amor junto com meus filhos, bem acho que Deus foi bem generoso comigo.
Obrigado Deus.

Estrela de Órion disse... [Responder comentário]

Mary,
Gostei muito do seu texto.
Acredito que as escolhas nem sempre são fáceis, mas devemos saber conciliar as coisas, e, se pudermos conciliar a profissão com o amor, melhor ainda...
Nem sempre isso nos é permitido, mas, no meu caso, eu não renunciaria a um grande amor pela minha profissão, pois acredito que seja bem mais fácil recomeçar dentro da nossa profissão, do que recomeçar um grande amor, principalmente quando este amor estiver abalado.
Parabéns pela postagem.
Bjs.

anselmocróbio disse... [Responder comentário]

temos o livre arbitrio ...

Guilherme Freitas disse... [Responder comentário]

Eu escolho o profissional. Sou meio cético sobre a questão do verdadeiro amor. Acho que não existe essa de verdadeiro amor, é difícil encontrar uma pessoa que vc ame pro resto da vida ou vice-versa. Minha carreira é mais importante. Abraços.

Anônimo disse... [Responder comentário]

Eu neste momento passo uma situação difícil, o meu namorado depois de dois anos decidiu que eu tenho que escolher entre ele e a faculdade. Estamos em uma fase difícil da qual eu sinceramente vejo que não vale mais apena abrir mão dos meus estudos para viver esse amor. Estou na fase da qual, tudo que eu faço é errado, não posso falar com ninguém e tudo é motivo para me xingar. Tanto que me encontro com a alta estima baixa. E ele disse que tenho que decidir, se eu escolher a faculdade é pq estou interessada em outros homens e se eu escolher ele é pq eu amo. Não sei o que fazer, sendo que o amo, mais a minha faculdade é um dos sonhos que estou realizando

Natália Nogueira disse... [Responder comentário]

Estou passando pela mesma situação. Namoro a dois anos e estavamos planejando o casamento, porém passei para o concurso da Polícia Militar do Rio de Janeiro e ele não aceita essa escolha. Ele também é policial, mas diz que não quer viver preocupado comigo para o resto da vida podendo receber a qualquer momento a notícia de que algo aconteceu comigo. Ele vem acompanhando todas as etapas do concurso mesmo contrariado e com muitos desentendimentos durante esse tempo, agora chegando ao final das etapas ele me disse que chegou a hora em que devo tomar a minha decisão. Entendo o ponto de vista dele em que essa escolha põe em risco a minha vida, mas não aceito a imposição. Tenho sofrido muito com isso, pois além desse conflito não temos nenhum problema em nosso relacionamento. O que fazer?

Natália Nogueira disse... [Responder comentário]

Estou passando pela mesma situação. Namoro a dois anos e estávamos planejando o casamento, porém passei para o concurso da Polícia Militar do Rio de Janeiro. O meu namorado que também é policial não aceita a minha escolha. Diz que não quer viver o resto da vida preocupado se estou bem ou não ou se estou correndo risco de vida, se irei voltar para casa ou se os nossos filhos podem se tormar órfãos a qualquer momento. Ele sempre foi contra e sempre disse que não mudaria de opinião sobre isso, mas acompanhou todas as etapas do concurso, não sei se ele deixou rolar acreditando que eu poderia ser reprovada em alguma fase. Agora na parte final em que irá começar o meu recrutamento ele me disse que está chegando a hora em que devo tomar uma decisão. Além dessa questão, não temos nenhum problema em nosso relacionamento. Tenho sofrido muito com isso, pois ele é o que eu queria para a minha vida e essa profissão é o meu sonho desde menina. O que fazer?

Suelen Loren disse... [Responder comentário]

Me formo esse ano e meu sonho sempre foi conseguir uma vaga na federal (UFMG)que fica a 4 hrs da minha casa,eu teria que mudar pra BH.Porém meu namorado disse que se eu for fazer federal a gnt termina,ele fala que não quer me perder,que não da pra ficar longe. Resumindo vou ter que escolher. Eu amo muito ele,mas tenho apenas 17 anos sei que tenho uma vida toda pela frente,não sei se escolho a faculdade ou o nosso namoro. Me ajude pfvr

Suelen Loren disse... [Responder comentário]

Moça estou passando por isso,meu namorado quer que escolha entre ele ou a faculdade Federal,eu estou na duvida. Mas meu sonho e ser militar e ele não apoi tbm,?as se eu passar em um concurso da Pm eu iria sem pensar duas vezes,se vc tem o sonho de ser Pm vai amg,pq e uma profissão linda,fantástica,não deixa homem atrapalhar isso não,bjs

Unknown disse... [Responder comentário]

Ganhei uma bolsa de estudos para ir a Portugal, desisti de ir por causa do meu namorado, 06 meses depois brigamos e ele voltou com a ex. Ficaram juntos por um ano depois eles se separaram e eu aceitei voltar com ele,agora surgiu uma vontade de prestar um concurso público em uma cidade que fica a 10 horas da que moramos atualmente, caso eu passe pretendo ir embora, ele se quiser ir ... Blz! Caso não queira, que fique aqui , pois eu estou super decidida em conquistar meus objetivos e garantir minha aposentadoria.


Por onde for Floresca disse... [Responder comentário]

Ganhei uma bolsa de estudos para ir a Portugal, desisti de ir por causa do meu namorado, 06 meses depois brigamos e ele voltou com a ex. Ficaram juntos por um ano depois eles se separaram e eu aceitei voltar com ele,agora surgiu uma vontade de prestar um concurso público em uma cidade que fica a 10 horas da que moramos atualmente, caso eu passe pretendo ir embora, ele se quiser ir ... Blz! Caso não queira, que fique aqui , pois eu estou super decidida em conquistar meus objetivos e garantir minha aposentadoria.


Postar um comentário

Agenda do Recife

REVISTA VOCÊ RH

Google+ Badge

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Consultoria de RH

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Me leve com você!

Adicione seu Email

E-book

E-book

COMPRAR E-BOOK

Tradutor

Translator

    English French
    German Spain
    Italian Dutch
    Russian Japanese
    Korean Arabic